Home » Política, Todas as notícias » Sessão secreta de 7h em Taboão não tem acordo e termina “em pizza”

Sessão secreta de 7h em Taboão não tem acordo e termina “em pizza”

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

Foram mais de sete horas de sessão secreta para decidir se aceitam ou não o pedido de abertura de uma comissão processante contra o vereador Luiz Lune (PC do B) por quebra de decoro. Ele acusou há poucos dias o vereador Eduardo Lopes (PSDB) de tentar extorquir o ex-vereador e presidente da Cooperativa Vida Nova, José Aprígio.

No plenário, reunidos apenas os vereadores que trocaram xingamentos e tentavam chegar a um acordo e que – aparentemente – não chegaram. Coube então se reunirem na sala de reunião para comerem pizza antes de se despedirem. Curiosamente, a sessão extraordinária marcada para acontecer logo em seguida a secreta, não ocorreu.

Depois de horas no plenário, vereadores se reuniram na sala de reunião para comerem pizza.

Depois de horas no plenário, vereadores se reuniram na sala de reunião para comerem pizza.

Oficialmente, apenas o presidente da Câmara Cido (DEM) falou – e muito pouco já que deve ter nova reunião nesta quarta (29). “Foram deliberados várias questões, que você sabe que são realmente secretos. E dentro do entendimento de todos os pares [vereadores] vai ter nova reunião amanhã para que não seja dada nenhuma informação a mais”, resumiu.

Uma das resistências para o entendimento é o fato de Lopes não querer abrir mão de tentar cassar Lune, caso não comprove suas acusações. Tanto que minutos antes da sessão secreta foi novamente a tribuna e atacou o comunista.

PACTO PELO FIM DAS ACUSAÇÕES

Faltando menos de 100 dias para as eleições, alguns vereadores trabalham para tentar resgatar a credibilidade e a harmonia que – há muito tempo – acabou nas sessões legislativa, que virou palco de acusações (incluindo falas machistas e homofóbicas), que envolve até mesmo a plateia – formada basicamente por assessores de vereadores.

Vereadores tentam amenizar os ânimos dos vereadores Lune e Lopes, que estão em pé de guerra.

Vereadores tentam amenizar os ânimos dos vereadores Lune e Lopes, que estão em pé de guerra.

Até mesmo entre os atuais vereadores existe a convicção de que essa é a pior legislatura da história de Taboão da Serra. Isso porque na legislatura anterior, vereadores foram presos dentro da Câmara.

“Foi uma reunião muito importante para o poder legislativo. A gente precisava desta reunião. O parlamento sai muito fortalecido e maior”, garante Cido.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online