Home » Esporte, Cultura e Lazer, Todas as notícias » Taboão não deve ser beneficiado diretamente com Copa e Olimpíadas

Taboão não deve ser beneficiado diretamente com Copa e Olimpíadas

Por Allan dos Reis, no Parque Pirajuçara, em Embu das Artes

O ministro dos esportes, Aldo Rebelo, participou no sábado, dia 16, de um encontro em Embu das Artes com oito prefeitos da região sudoeste, que formam o consórcio Conisud, para falar sobre as “Oportunidades” com a realização da Copa do Mundo de Futebol em 2014 e as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. Apesar de difícil, prefeitos da região tentam conseguir com que alguma seleção que vá participar da copa fique hospedada na região. Além disto, a atração de turistas também é um dos principais focos.

Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, faz encontro com prefeitos da região sudoeste de São Paulo para falar sobre oportunidades de negócios com a Copa e as Olimpíadas no Brasil.

Para o ministro, além do legado no desenvolvimento do país, esses eventos geram milhares de empregos e também vai deixar “um legado para o esporte” brasileiro. Rebelo também ressaltou a importância do esporte. “Cada centavo investido em esporte reduz o gasto em saúde”, diz.

Segundo estudos do Ministério dos Esportes, O Brasil deve receber mais de 600 mil turistas de toda parte do mundo durante a Copa e as Olimpíadas.

Prefeito de Taboão, Fernando Fernandes, Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo e o presidente do PC do B em Taboão, Toninho, conversam sobre recursos para área do esporte no município.

TABOÃO E A COPA

Apesar da empolgação do ministro em relação aos grandes eventos esportivos, o novo prefeito de Taboão da Serra acha pouco provável que o município consiga se beneficiar diretamente com os eventos. Em São Paulo, o estádio que vai abrigar os jogos fica na Zona Leste, no bairro de Itaquera, a mais de 30 KMs de Taboão.

“Diretamente, não. Os locais mais próximos das sedes são os mais beneficiados. Mas de uma forma geral, a Copa do Mundo e a Olimpíadas acaba beneficiando o país porque os investimentos se acentuam e os governos investem mais em obras de infraestrutura. É um grande incentivo para o esporte em geral quando um grande evento deste vem para o nosso país”, diz Fernandes.

Já para o ministro, todas as cidades com até 100 kMs de distância que oferecer ao turista uma atração como um teatro, um museu, uma feira de artesanato, um restaurante ou um parque o “turista vai ter interesse em freqüentar”, diz.

PROTESTO DO MTST

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) aproveitaram a visita do ministro dos esportes para protestar contra os despejos e remoções das famílias por obras da Copa nas cidades sedes. Após a coletiva de imprensa, Aldo Rebelo, o líder do movimento Guilherme Boulos e o prefeito de Embu das Artes tiveram uma reunião fechada. O conteúdo não foi divulgado.

CAPOEIRISTAS

O ministro Aldo Rebelo também defendeu que a Capoeira, esporte praticado principalmente no Brasil, seja incluído como um dos esportes olímpicos nas próximas edições. “A capoeira precisa ser um esporte olímpico porque já está difundido no mundo”, pede.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online