Home » Espaço Aberto, Todas as notícias » TDAH: Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

TDAH: Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Por Ionice Lourenço

ITDH_VejaAbrilÉ muito comum recebermos queixas em consultório sobre a possibilidade do paciente ter o déficit de atenção, o que muitas vezes refere-se apenas a uma suspeita ou a vida agitada e estressante que levamos no dia a dia.

Nenhum adulto ou adolescente adquiriu o déficit de atenção nesta fase, pois o histórico de desatenção, hiperatividade e impulsividade ocorre ainda na infância.

Falamos do TDAH – Transtorno do déficit de atenção e da Hiperatividade.

Para falar que uma pessoa tem o TDAH ela deve apresentar os sintomas em pelo menos dois ambientes distintos, como a escola e em casa, em casa e trabalho .

Quem primeiro percebe que há alguma coisa errada são os pais e professores, mas infelizmente o diagnóstico ocorre de forma tardia.

O TDAH possui três características principais – A distração, a hiperatividade e a impulsividade. Podendo ocorrer a predominância de uma das características.

O que ocorre muitas vezes quando o diagnóstico é feito na adolescência e na fase adulta é que a hiperatividade já esta mais amena.

Os sintomas mais frequentes:

  1. Não dá a atenção devida a detalhes ou comete erros típicos de descuido na escola, no trabalho ou em outras atividades.
  2. Tem problemas em manter a atenção em tarefas ou atividades recreativas.
  3. Parece não dar ouvidos quando lhe dirigem a palavra.
  4. Não segue instruções e falha em concluir tarefas escolares, pequenas tarefas ou obrigações no trabalho (não devido a oposição ou não compreensão das instruções).
  5. Tem problemas organizando atividades.
  6. Evita, não gosta ou não quer fazer coisas que exigem tempo e esforço mental.
  7. Perde coisas necessárias para as tarefas e atividades (ferramentas, brinquedos, canetas, livros, etc).
  8. Frequentemente se distrai.
  9. Frequentemente esquece atividades do dia-a-dia.
  10. Frequentemente esquece senhas, informações pessoais

Sintomas observados:

Crianças

  • Não presta atenção a detalhes, e comete erros provenientes de descuido ao fazer tarefas escolares ou outras atividades.
  • Não mantém a atenção centrada durante tarefas ou brincadeiras
  • Aparenta não ouvir quando lhe dirigem a palavra
  • Falha em seguir instruções ou terminar tarefas
  • Evita tarefas que requerem grande esforço mental e organização, como projetos escolares
  • Perda frequente de itens necessários para facilitar tarefas ou atividades
  • Distrai-se com excessiva facilidade
  • Frequentemente esquece-se das coisas
  • Adia tarefas e tem dificuldade em iniciá-las

Adultos

Frequentemente comete erros característicos de descuido quando trabalhando em projetos que não são do seu interesse ou são difíceis

  • Dificuldade em manter a atenção centrada no trabalho.
  • Dificuldade em concentrar-se em conversações.
  • Dificuldade em terminar projetos já iniciados.
  • Dificuldade em organizar-se de forma a concluir as tarefas
  • Evita ou adia o início de projetos que requerem esforço mental
  • Frequentemente guarda em locais inapropriados ou perde coisas em casa ou no trabalho
  • Facilmente distrai-se devido a outras atividades ou ruídos
  • Dificuldade em lembrar de compromissos ou obrigações

Diagnóstico:

– Os sintomas devem ocorrer conforme mencionado acima, pelo menos dois ambientes da vida do indivíduo.

– É de suma importância a história do paciente.

– Profissionais capacitados que tenham conhecimento no Transtorno.

– O Diagnóstico é puramente Clínico.

Causas:

– Não há uma causa definida, estima-se que fatores genéticos e gestacional ocupem papel importante na causa do Déficit de Atenção.

Tratamentos:

Em casos mais brandos trabalhamos com a psicoterapia.

Em situações mais avançadas é importante a psicoterapia acompanhada de tratamento medicamentoso.

Fundamentos Científicos do Déficit de Atenção extraído da Carta de princípios da ABDA

1) O TDAH é um transtorno médico verdadeiro, reconhecido como tal por associações médicas internacionalmente prestigiadas;

2) O TDAH é um transtorno sério, uma vez que os portadores apresentam maiores riscos de desenvolver vários transtornos;

3) O TDAH pode ser diagnosticado e tratado. Existem diretrizes publicadas por instituições científicas de renome internacional sobre o diagnóstico e seu tratamento adequado. O tratamento do TDAH é feito através de medicamentos (na maioria dos casos), psicoterapia cognitivo-comportamental e psicoeducação (educação continuada sobre o transtorno para os portadores).

4) O TDAH também pode ser diagnosticado em adultos. Mais da metade das crianças com TDAH ingressa na vida adulta com sintomas clinicamente significativos do transtorno.

5) O TDAH é muito pouco diagnosticado e tratado na população em geral.

Importante:

Portadores de TDAH.

–  Tem o direito de receber, como aluno, um atendimento especial pelos educadores e instituições.

–  Tem o direito de receber, como empregado, uma alocação ou realocação específicas, bem como as adaptações profissionais necessárias às suas dificuldades.

Ionice Lourenço: Psicóloga Clínica – Atendimento TEL = 11 4139 8816

 

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online