Home » Política, Todas as notícias » Vereadores ameaçam bloquear Régis Bittencourt se retorno não voltar para Taboão

Vereadores ameaçam bloquear Régis Bittencourt se retorno não voltar para Taboão

Por Williana Lascaleia, no Jardim Maria Rosa

Vereadores tentam reverter em Brasília que retorno seja construído no km 277,5 da Régis Bittencourt, em Embu das Artes. Eles exigem que a construção seja no km 276, como previa o projeto original. (Foto: Arquivo)

Na sessão da Câmara desta terça-feira, dia 24, os vereadores de Taboão da Serra discutiram sobre o viaduto que será construído na Rodovia Regis Bittencourt no km 277,5. Porém, eles exigem que o retorno seja no km 276 como estava previsto no ato da concessão. Na quarta (dia 25), uma comitiva com secretários, vereadores e até o prefeito Fernando Fernandes foram a uma audiência com o Ministro dos Transportes, César Borges.

O objetivo da comitiva é conseguir apoio do Ministro para tentarem solucionar o impasse, já que segundo os vereadores, a mudança de local do viaduto irá beneficiar apenas empresários e não a população de Taboão da Serra.

“Buscar que seja mantido a resolução da ANTT original em que o retorno era no km 276. Atende toda a população das cidades de Taboão e Embu e não o entorno de onde foi aprovado na 3ª sessão extraordinária que vai atender, como disse Ronaldo Onishi, um grupo de empresários. Se não conseguirmos, fica aqui um voto de repudio ao Geraldo Cruz, ao [prefeito de Embu das Artes] Chico Brito e ao ex-prefeito de Taboão Evilásio Farias, que viu sobre suas barbas essa mudança do PT e não fez nada”, critica Eduardo Nóbrega (PR).

Ele completa que se não resolver, os vereadores juntamente com o MTST e a população vão parar a Rodovia em manifestação. “Não tenha dúvida, vamos nos juntar ao MTST para pararmos a BR. Vai ser o 1º ato”, diz.

REPUDIO

Os vereadores aprovaram um requerimento do vereador Ronaldo Onishi (PSB) com voto de repudio contra a violência praticada contra o jornalista Adilson Oliveira durante a cobertura da Festa das Nações na escola estadual Edgard Francisco, no sábado (21). “A liberdade de imprensa é um dos pilares da nossa democracia”, repudiou.

READEQUAÇÃO SALARIAL

Os vereadores também aprovaram o reajuste de salário para 11 categorias de servidores municipais. Fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais, contadores, entre outros. O salário sobe de R$ 2,1 mil para R$ 2,5 mil.

One Response

  1. Nilton Benedito Esteves - Síndico Jardim Iolanda disse:

    Esta é a verdade sobre nosso Viaduto no KM 276 na Rodovia Federal Regis Bittencourt. O tráfico de influência do Prefeito de Embu das Artes, através o ofício 415/2009 de 15.10.2009, endereçado a ANTT e a OHL/Autopista Regis, fez com que toda uma população de mais de 200.000 pessoas fossem prejudicadas, levando a obra para atender 2 dezenas de empresários instalados no Parque Industrial. No dia 22-12-2011, no apagar das luzes de 2011, véspera de Natal, uma sexta-feira a ANTT fez a mudança do nosso viaduto sem consulta popular, com a publicação no Diário Oficial da União.

    Na 1ª Revisão Extraordinária ANTT foi previsto a Implantação de Trevos em Desnível, com Alças, em Pista simples no KM 276 da Rodovia Federal Regis Bittencourt conforme Resolução ANTT – 1ª Revisão Extraordinária Aprovada pela Resolução n.º 3.318, de 11/11/2009 (publicada no D.O.U. em 25/11/2009)
    Texto original da ANTT página 084 – ” Implantação de Trevos em Desnível, com Alças, em Pista simples – Completo:
    5 unidades: Contorno Norte de Curitiba e Interseção com BR 476 e PR 417 no KM 276 e 2 adicionais a definir, a serem executadas do 3º ao 6º ano. (Redação dada pela 1ª Revisão Extraordinária do PER, aprovada pela Resolução n.º 3.318, de 11/11/2009)”

    Na 3ª Revisão Ordinária e 3ª Revisão Extraordinária, aprovada pela Resolução n.º 3.753, de 20/12/2011 (publicada no D.O.U. em 22/12/2011) Programa de Exploração da Rodovia (PER) mudaram o viaduto para o KM 277+600.

    Texto original da ANTT “Implantação de Trevos em Desnível, com Alças, em Pista simples – Completo (implantação até o final do 6º ano):
    – BR-116/SP – km 277+600m, a ser implantado no 4º ano; (Redação dada pela 3ª Revisão Ordinária e 3ª Revisão Extraordinária do PER, aprovadas pela Resolução n.º 3.753, de 20/12/2011)
    – BR-116/SP – km 288, a ser implantado no 4º ano; (Redação dada pela 3ª Revisão Ordinária e 3ª Revisão Extraordinária do PER, aprovadas pela Resolução n.º 3.753, de 20/12/2011)
    – BR-116/SP – km 305, a ser implantado no 5º ano; (Redação dada pela 3ª Revisão Ordinária e 3ª Revisão Extraordinária do PER, aprovadas pela Resolução n.º 3.753, de 20/12/2011)
    – Contorno Norte de Curitiba – Interseção com BR-476/PR, a ser implantado no 5º e 6º ano; (Redação dada pela 3ª Revisão Ordinária e 3ª Revisão Extraordinária do PER, aprovadas pela Resolução n.º 3.753, de 20/12/2011)
    – Contorno Norte de Curitiba – Interseção com PR-417, a ser implantado no 5º e 6 º ano. (Redação dada pela 3ª Revisão Ordinária e 3ª Revisão Extraordinária do PER, aprovadas pela Resolução n.º 3.753, de 20/12/2011)”

    Recebi correspondência Ouvidoria OHL no dia 20-05-2010 informando que ” Em atenção à sua consulta abaixo, informo que há solicitação da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Embu (Ofício nº 415/2009, de 15.10.2009) para que o dispositivo seja construído no Km 277,500 da BR 116 – Rodovia Régis Bittencourt, de forma a interligar a Avenida João Paulo I e Av. Hélio Ossamo Daikura (que funcionarão como marginais da rodovia).”

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online