Home » Política, Todas as notícias » Vereadores de Taboão criticam atuação das Polícias Militar e Civil, mas poupam gestões tucanas no Estado

Vereadores de Taboão criticam atuação das Polícias Militar e Civil, mas poupam gestões tucanas no Estado

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

A Polícia Militar e a Polícia Civil de Taboão da Serra foram os principais alvos dos vereadores durante a sessão legislativa desta terça-feira (28). Em contrapartida, os políticos enalteceram o trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM) e ‘esqueceram’ de citar o Governo do Estado, governado há décadas pelo PSDB. Atualmente, com a renúncia de Geraldo Alckmin para disputa da presidência, São Paulo é administrado pelo PSB, de Márcio França.

O tema da segurança entrou em pauta após o vereador Eduardo Nóbrega (PSDB) fazer um pedido. “Peço para que o nosso querido secretário de segurança, Walter Paulo, não permita a retirada da base do [Parque] Monte Alegre”. Minutos depois, Marcos Paulo, filho do secretário de segurança, foi à tribuna. Após enaltecer as conquistas da GCM, reforçou de quem é a responsabilidade.

Polícia Militar se concentra na região do Jardim Record, em Taboão da Serra, minutos antes da operação.

Polícia Militar concentrada durante uma operação em 2017. As críticas da classe política – e da população – é que eles estão afastados das ruas. (Foto: Arquivo)

“A obrigação de Segurança Pública é do Estado. É da Polícia Militar e da Polícia Civil. Guarda Municipal é um suporte importantíssimo. E o prefeito [Fernando Fernandes] tem feito por onde, com as bases colocadas em pontos estratégicos”, iniciou Paulinho, que reforçou que “a base móvel do Monte Alegre não será tirada. Será feita de alvenaria”.

Depois disto, outros vereadores subiram a tribuna com críticas a ineficiência das Polícias Militar e Civil no município, que são de responsabilidade do Governo do Estado, administrado por mais de duas décadas pelo PSDB, partido do prefeito Fernando Fernandes, a qual apoiam.

“O Governo [municipal] tem feito os investimentos, mas lembrando sempre que o secretário que ali está, cumpre um plano de governo. O eleito para colocar o plano em ação chama-se Fernando Fernandes Filho. Tudo que acontece de bom na saúde, Fernando Fernandes, na manutenção, Fernando Fernandes, na segurança da mesma forma. Todos secretários podem ser substituídos, mas o prefeito, não”, completou.

Vereadores Marcos Paulo, Joice Silva e Ronaldo Onishi criticam atuação das polícias militar e civil m Taboão da Serra.

Vereadores Marcos Paulo, Joice Silva e Ronaldo Onishi criticam atuação das polícias militar e civil m Taboão da Serra.

Em seguida a presidente da Câmara, Joice Silva (PTB) reforçou o papel da GCM e criticou a PM e a Civil.

“Temos problemas, mas temos que cobrar o Estado. Temos que cobrar a Polícia Civil. Temos que cobrar a Polícia Militar. Qual é o papel da GCM? A população precisa saber. Ela vem fazendo muito mais que o seu papel. A GCM vem fazendo o papel que o Estado deveria fazer e não faz. O secretário, o comandante, o subcomandante e toda corporação vem se doando dia a dia a nossa cidade para dar o melhor que podem. A GCM atua muito mais que as outras polícias de Taboão da Serra. Precisamos cobrar mais policiamento da Polícia Civil e Militar em Taboão porque a GCM está na rua”, afirma Joice.

Por fim, Ronaldo Onishi (SD) criticou uma das principais desculpas que os responsáveis pelo policiamento no município repetem, que é a necessidade de registro de boletim de ocorrência para que possam intensificar o policiamento nos pontos mais críticos”, diz.

Nesta quarta (29) terá uma reunião do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) do Monte Alegre, onde a população pode cobrar diretamente as autoridades pelo policiamento no município.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentario

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online