Home » Todas as notícias » Vereadores de Taboão criticam proposta de reforma da Previdência do Governo Temer

Vereadores de Taboão criticam proposta de reforma da Previdência do Governo Temer

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

O debate a respeito da reforma da Previdência proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB) chegou a Câmara Municipal de Taboão da Serra. Dos 13 parlamentares do legislativo taboanense, dois já se posicionaram contra.

Um dos principais pontos do projeto discutido em Brasília é igualar a idade mínima de 65 anos para aposentadoria entre homens e mulheres e a obrigatoriedade de 49 anos de contribuição ao INSS para ter direito a receber o valor integral.

Ronaldo Onishi critica proposta do Governo Temer para Previdência.

Ronaldo Onishi critica proposta do Governo Temer para Previdência.

O primeiro a criticar foi o vereador Ronaldo Onishi (SD), que classificou como crime a proposta. “Essa reforma da Previdência é contra o trabalhador. Uma reforma que vai contra, principalmente, a quem ganha pouco e precisa do dinheiro da Previdência Social para ter a sua subsistência”, diz.

Ele reforçou que igualar a idade entre homens e mulheres mostra o desrespeito do país com a mulher. “Não é possível permitir isso. É um absurdo. Esse país, se aprovar da forma que está, demonstra que não tem respeito pelas mulheres. Demonstra que é só falácia”, completou Onishi.

Professor Moreira é crítico ao governo Temer e sua proposta da Previdência, que vai penalizar o trabalhador.

Professor Moreira é crítico ao governo Temer e sua proposta da Previdência, que vai penalizar o trabalhador.

Já o vereador Professor Moreira (PSD) reforçou a dificuldade que trabalhadores brasileiros terão para conseguir se aposentar. “Vai se aposentar com 65 anos, no mínimo, e tem que trabalhar 49 anos, no mínimo, para poder se aposentar com integral. Vão acabar com os Direitos Trabalhistas conquistados a duras penas. […] Agora vão morrer trabalhando para conseguir se aposentar”, criticou.

O Governo defende a necessidade de reformulação da Previdência para garantir os pagamentos no futuro, já que o déficit é alto e corre o risco de quebrar. Apesar da discussão ganhar corpo junto a população, ainda não há data para que o projeto entre em votação em Brasília.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online