Home » Sociedade, Todas as notícias » Viação Pirajuçara terá que pagar R$ 50 mil de indenização a passageiro cadeirante de Taboão

Viação Pirajuçara terá que pagar R$ 50 mil de indenização a passageiro cadeirante de Taboão

Direto da redação*

A Justiça de Taboão da Serra condenou a Viação Pirajuçara a pagar a um homem a indenização de R$ 50 mil por dano moral após o mesmo não conseguir embarcar com sua cadeira de rodas porque a plataforma de embarque e desembarque estava inoperante. A decisão foi publicada no Diário da Justiça, no dia 4 de julho.

O caso aconteceu em 2013 na Avenida Paulo Ayres, no Parque Pinheiros, em um veículo que opera a linha intermunicipal. O homem registrou boletim de ocorrência e chamou como testemunha o dono de uma banca de jornal.

Passageiros esperam ônibus fora do ponto, que foi cercado por grades.

Viação Pirajuçara terá que pagar R$ 50 mil a passageiro cadeirantes, que não embarcou em coletivo porque o elevador do veículo estava quebrado.

“É fato conhecido e notório na Comarca [cidade] que muitos ônibus não tem o sistema de elevador para cadeirantes funcionando. Alguns se conformam com essa indignidade, outros não. E não é incomum, bate boca deste tipo. A diferença deste caso para os outros é que este é acompanhado de prova suficiente do ocorrido”, diz trecho da sentença  do Desembargador Roberto Mac Cracken.

Ele completa que “se o elevador estava quebrado, era obrigação da requerida treinar e orientar seus funcionários de que estes devem parar no ponto e prestar auxílio físico aos portadores de necessidades especiais para ingressar no coletivo”.

A Viação Pirajuçara é a proprietária da Fervima, empresa que opera o sistema de transportes no município. Casos semelhantes a esse são relatados constantemente por passageiros. Em julho de 2016, o Taboão em Foco flagrou um passageiro como mobilidade reduzida não embarcar no ônibus porque o elevador estava quebrado.

Ônibus que realizam as linhas municipais de Taboão da Serra também costumam estar com os elevadores quebrados. (Foto: Arquivo-2016)

Ônibus que realizam as linhas municipais de Taboão da Serra também costumam estar com os elevadores quebrados. (Foto: Arquivo-2016)

A notícia foi revelada pelo site do jornal Estadão, que não conseguiu contato com a Viação Pirajuçara. Na sentença, a empresa chegou a tentar diminuir o valor da indenização e diz que a testemunha (dono de uma banca) já havia visto outras ocasiões semelhantes em que o motorista e cobrador ajudaram no embarque.

A empresa ainda terá que pagar 15% de honorários advocatícios e o caso também foi remetido à Promotoria de Justiça de Direitos Humanos do Ministério Público, área de Pessoas com Deficiência.

*atualizado às 12h25 para ocultar – a pedido – o nome da pessoa responsável pelo processo.

One Response

  1. Edna disse:

    Em Taboão da Serra, é bem comum não termos acesso, à shopping por falta de rampas, nas passarelas é rampas,mas tem um gradil no meio
    As calças totalmente esburacadas
    Os coletivos sem adaptação para cadeirantes,e os que tem , estão quebrados, os coletivos muito sujos

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online