loader-image
temperature icon 23°C

Acareação termina sem resposta: Quem criou a senha Zelda?

Compartilhar notícia

A esperada acareação entre os funcionários da empresa Conam, que fornece o software à administração municipal, e os funcionários do setor de informática da prefeitura de Taboão da Serra terminou do mesmo jeito que começou. Sem a resposta sobre quem criou a senha “Zelda” e de qual ponto físico. Dentro ou fora da prefeitura? Com isso, o relatório parcial que poderia ser divulgado nos próximos dias não será divulgado.

Acareação termina sem responder quem criou a senha "Zelda"
Acareação termina sem responder quem criou a senha "Zelda". (Foto: Eduardo Toledo / CMTS)

A discussão entre Walter Pennick (diretor) e Rinaldo de Abreu (Supervisor de Sistemas), da Conam, e Rogério de Godóy e Aparecido Donizetti da Costa, do CPD da prefeitura, ficou em torno da segurança do sistema e quem criou a senha.

“A senha ‘Zelda’ foi criada pelo usuário ‘AAAAA’ [usuário padrão] e pode ter sido criada da prefeitura, da Conam, da Usina ou do Atende”, afirma Godóy, responsável por criar senhas dentro da prefeitura, mas que garante que não foi ele quem a criou.

Apesar de ter afirmado no primeiro depoimento que não era possível acessar o sistema de pontos além da prefeitura, o diretor da Conam diz que isso é possível, mas a fragilidade está na corrupção dos servidores.

“Defeitos existem sim. Por mais perfeito que eu tenha um sistema e um funcionário corrupto na ponta não há solução”, diz Pennick, que voltou a criticar a qualificação dos funcionários públicos do município. “Eu fico pasmo que a prefeitura não tenha funcionários efetivos para serem qualificados”, completou.

Durante todo o tempo o relator da comissão, vereador Paulo Félix (PSDB), criticou a fragilidade do sistema.

“Se o senhor [Walter] fica triste nós também ficamos. Dá a impressão que a Conam vendeu o melhor sistema do mundo. Não é porque tinha funcionários e vereadores corruptos que o sistema foi fraudado. O sistema é ultrapassado no item segurança e no item de controle”, disse Félix.

Por Allan dos Reis

Veja também