Banco de Sangue de São Paulo tem estoques em nível crítico

Por Samara Matos, na redação

Em nível classificado como “extremamente crítico”, os bancos de sangue do estado de São Paulo precisam com urgência de doadores para reestabelecer os estoques em condições seguras. Segundo a instituição, há necessidade, especialmente, dos tipos sanguíneos negativos O, A e B. O tipo sanguíneo O negativo é fundamental por ser considerado doador universal, usado em casos de extrema urgência, quando não há tempo para comprovar exames do paciente. Para agendar basta fazer cadastro no site da Pró-Sangue.

Segundo dados da Fundação Pró-Sangue, o mês de janeiro fechou com quase 11% menos doações na comparação com o mesmo mês no ano passado. O total caiu de 9,4 para 8,4 mil

No banco de sangue, ligado ao governo de São Paulo e que abastece mais de cem hospitais, cinco dos oito tipo sanguíneos estão hoje com estoques em nível crítico, com bolsas suficientes para o atendimento apenas por poucos dias.

A pandemia é uma das responsáveis, já que as restrições de deslocamento e até o receio de se frequentar ambientes hospitalares têm influenciado no comportamento dos voluntários. Mas o novo coronavírus não é um impedimento para a doação. Quem se relacionou com pessoas contaminadas ou mesmo contraiu a covid-19 pode contribuir normalmente, desde que espere entre 14 e 30 dias após o contato ou o desaparecimento dos sintomas para fazer a doação.

Nem mesmo a vacinação é um problema. Quem tomou a CoronaVac, já pode doar sangue dois dias após a aplicação, enquanto que quem foi imunizado com a dose da AstraZeneca deve aguardar uma semana. Além de cumprir com todos os protocolos sanitários para o tornar seguro o ambiente aos doadores, para evitar  aglomeração e reduzir o tempo de espera, a Pró-Sangue também tem privilegiado a doação a partir do agendamento, com dia e hora marcados.

SEJA UM DOADOR

QUEM NÃO PODE DOAR
• Menores de 16 anos
• Maiores de 69 anos (Obs.: quem nunca doou antes dos 60 anos não pode mais doar)
• Pessoas com menos de 50 kg
• Se houver febre no dia da doação
• Pessoas que apresentaram quadros de anemia ou alterações cardíacas no exame pré-doação Grávidas e mães que amamentam há menos de 1 ano
• Pacientes com HIVe hepatites B e C

NA PANDEMIA DE COVID-19
• Pessoas que tiveram contato com casos suspeitos ou confirmados devem esperar 14 dias após o último contato
• Pessoas diagnosticadas com covid-19 devem esperar 30 dias após a recuperação da doença
• Pessoas que tiveram sintomas respiratórios e febre também devem esperar 30 dias após a recuperação
• Após tomar a vacina CoronaVac, esperar 48 horas; após tomar a vacina da AstraZeneca, esperar sete dias.

COMO AGENDAR

• É preciso saber o tipo sanguíneo exato
• Escolher a unidade de preferência e os horários disponíveis
• Obs.: Antes da doação é realizada pré-avaliação que pode revelar outros cenários de inaptidão

LISTA DE QUEM E QUANDO DEVE DOAR – CLIQUE AQUI

O Banco de Sangue de São Paulo funciona na Rua Tomas Carvalhal, 711, no bairro do Paraíso. O telefone de contato é 11 3373 2000.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.