loader-image
temperature icon 17°C

Capital paulista registra primeiro caso da subvariante BA.2 da Ômicron

Compartilhar notícia

Direto da redação

A cidade de São Paulo identificou o primeiro caso da subvariante BA.2, variação da Ômicron. O caso foi confirmado nesta segunda-feira (7) pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

O Ministério da Saúde informou que, até o momento, a pasta foi notificada de sete casos da linhagem BA.2 da Ômicron no Brasil. Três no estado de São Paulo, três no Rio de Janeiro e um em Santa Catarina.

No caso da capital paulista, o sequenciamento foi feito no exame de um morador de Santo André, que utiliza os equipamentos de saúde na capital paulista e teve coleta feita no dia 28 de janeiro. Ele informa não ter viajado e apresentar sintomas leves.

Após a confirmação do exame, a SMS enviou uma equipe da vigilância epidemiológica para obter mais informações do paciente e fazer as devidas orientações ao cidadão — que está isolado.

O paciente apresenta duas doses da vacinação para Covid-19, a primeira em 15 de agosto e a segunda em 26 de novembro, e ainda não está apto a receber a dose de reforço, segundo levantamento feito pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa).

Além do caso na capital paulista, a  Secretaria Estadual de São Paulo confirmou outros dois casos da subvariante no estado. A pasta informou que “as amostras analisadas com as confirmações foram verificadas em Sorocaba e em Guarulhos”.

Segundo nota da secretaria, as medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que segue obrigatório em SP; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e a vacinação contra a Covid-19.

Veja também