loader-image
temperature icon 22°C

Católicos querem feriado no “Dia de Santa Terezinha”

Compartilhar notícia

Por Allan dos Reis

A Câmara Municipal de Taboão da Serra recebeu nesta terça-feira, dia 08, dezenas de católicos ligados ao Santuário Santa Terezinha que foram acompanhar a votação de um projeto de lei, de autoria do vereador Alexandre Depieri (PSB), que transformaria o dia 1º de Outubro em Feriado Municipal. Porém, os vereadores alteraram o teor do projeto e a data foi transformada em “Ponto Facultativo”.

Depieri, que é ligado a igreja, admite que o texto teve que passar por alterações para não prejudicar o comércio do município. “Entendemos que a cidade cresceu bastante. Não queremos criar prejuízo para aqueles (empresários) que contribuem com seus impostos e colocaram suas portas abertas para criação de empregos”, diz Depieri.

Católicos cantam na câmara municipal
Católicos cantam na câmara municipal

Cheios de fé, com faixas, terços e crucifixos, os católicos estenderam faixas, cantaram, rezaram e aplaudiram os vereadores. Animados, soltaram o grito: Queremos Feriado. Para Marilda Silva Mendes, 49 anos, freqüentadora da igreja há mais de 5 anos, o “Dia de Santa Terezinha” é uma homenagem por tudo que a padroeira tem feito pela cidade. “Com o feriado todo mundo vai parar para venerar a Santa”, diz Marilda.

Para o Coordenador Geral da Escola da Fé do Santuário Santa Terezinha, Pedro Luiz da Silva, apesar dos vereadores não aprovarem o feriado, o ponto facultativo vai reforçar as comemorações no primeiro dia de outubro.

Após a votação, os fiéis distribuíram imagens de Santa Terezinha junto com uma rosa aos vereadores e as pessoas que acompanhavam a sessão.

 

LÍDER PARALISA VOTAÇÃO

Nenhum dos 5 projetos que estavam na Ordem do Dia entrou em votação porque o Líder do Governo, Paulo Félix (PSDB), pediu vistas por cinco dias.

Católica mostra medalha com imagem de Santa Terezinha
Católica mostra medalha com imagem de Santa Terezinha
 

Veja também