loader-image
temperature icon 24°C

Depoimentos na CPI em Taboão se estendem por 10 horas

Compartilhar notícia

Rinaldo de Abreu, ao lado do advogado, durante depoimento na câmara de Taboão da Serra
Rinaldo de Abreu da Conam, ao lado do advogado, durante depoimento na câmara de Taboão da Serra. (Foto: Eduardo Toledo / CMTS)

Os depoimentos na Comissão Especial de Inquérito, semelhante a CPI, na câmara municipal de Taboão da Serra duraram cerca de 10 horas nesta sexta-feira, dia 10. Foram ouvidas três testemunhas que já haviam prestado depoimento. Rogério de Godoy e Aparecido Donizetti da Costa, do setor de informática da prefeitura e responsáveis pela criação de senhas, e Rinaldo de Abreu, Supervisor de Sistemas da empresa Conam, que oferece os softwares à administração municipal. O representante da empresa Walter Penninck não compareceu ao depoimento. Um advogado da empresa acompanhou os depoimentos.

A acarearão que deveria ocorrer logo após os depoimentos foi transferida para a próxima segunda-feira, dia 13, a partir das 9 horas.

O servidor Rogério de Godoy disse novamente que o sistema é falho e que a função de criar senhas não é mais sua. Ele não soube dizer quem é o novo responsável. Um dos pontos mais divergentes é que o “sistema pode ser acessado de fora da prefeitura” e que isso já ocorreu em treinamento na própria Conam.


O clima esquentou com o depoimento do funcionário da Conam que não apresentou informações completas a comissão. Uma delas é quando foi criada a senha “Zelda”. No primeiro depoimento a empresa afirmou que havia sido criada em janeiro deste ano, mas alguns depoimentos mostram que a senha é antiga.

“O único módulo que eu pesquisei foi na dívida ativa”, desconversou Abreu para revolta dos vereadores que exigem no próximo depoimento desde essa senha está ativa no sistema.

OFFLINE

A transmissão dos depoimentos ao vivo pelo site da câmara apresentou uma série de problemas e não puderam ser visto na íntegra.

Servidores do setor de informática da prefeitura. Rogério de Godóy (dir)
Servidores do setor de informática da prefeitura. Donizetti da Costa (esq) e Rogério de Godóy (dir) eram os responsáveis por criar usuários no sistema. (Foto: Eduardo Toledo / CMTS)

Por Allan dos Reis

Veja também