Em nova reviravolta, resultado da eleição o Conselho Tutelar de Taboão da Serra é homologado

Por Allan dos Reis, direto da redação

O Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) divulgou resolução no início da tarde desta segunda-feira (11) homologando o resultado da eleição para escolha de cinco conselheiros tutelares em Taboão da Serra para o quadriênio 2020-2023. O documento é assinado pela presidente do CMDCA, Vanini Mandaj, e o presidente da Comissão Especial Eleitoral, Márcio Alves da Silva.

No documento [CONFIRA AQUI], o CMDCA reconhece “a diferença apurada de 59 votos” nas recontagens, mas alega que não altera “a ordem de classificação dos 5 (cinco) conselheiros titulares e os próximos 5 (cinco) como suplentes”.

A nova decisão é totalmente contrária ao comunicado da comissão eleitoral no dia 31 de outubro, quando, por unanimidade, eles anunciaram aos candidatos que “diante de tudo que aconteceu, a gente [comissão eleitoral] decidiu que será realizada uma nova eleição, visando à lisura e a transparência”, disse Márcio aos candidatos.

Na quinta-feira passada, os candidatos, a comissão eleitoral e a promotora Dra. Maria Julia Kaial Cury fizeram novo encontro no Fórum de Taboão da Serra para recontagem dos votos nas atas e ficou determinado que a decisão teria que ser publicada nesta segunda.

O Taboão em Foco não teve acesso a ata da reunião, mas apurou que houve votação apertada para essa decisão. Com a homologação, o resultado oficial da eleição do Conselho Tutelar de Taboão da Serra ficou da seguinte maneira:


> Os eleitos: Raquel Fernandes (1067 votos), Léa Reis (891 votos), Paulo (652 votos), Tamiris Vaz (580) e Nalva Lúcio (551 votos).

> Os suplentes: Flávia Faria (471 votos), Lê Morais (387 votos), Renata Ribeiro (264 votos), Jaciara do Clementino (155 votos) e Carmem Leocadio (155 votos).

> Outros candidatos: Rodrigo (125 votos), Sueli Santos (123 votos), Alba do Vale Martins (116 votos), Josi Macedo (55 votos), Marcos (39 votos) e Silvana Bonini (21 votos).

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.