Falta de qualificação reprova todas as empresas que participam da licitação do transporte alternativo

Cooperativas entregaram documentação em novembro de 2009
Cooperativas entregaram documentação em novembro de 2009

A polêmica licitação que vai escolher a empresar que vai operar o transporte complementar em Taboão da Serra ganhou mais um capítulo no último dia de março. Todas as empresas que participavam do processo licitatório foram inabilitadas pelo Departamento de Licitações e Contratos.

Todas as empresas – Cooper Micro Luxo, Coopergente e Coopertranse – não conseguiram comprovar “qualificação técnica” para operar no transporte complementar. As empresas têm a próxima semana para apresentar novas propostas à prefeitura municipal.

As duas primeiras empresas também tiveram problemas com regularidade fiscal e qualificação financeira, respectivamente.

Por Allan dos Reis

Foto: Jornal na Net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.