loader-image
temperature icon 22°C

GCM de Taboão da Serra prende suspeito de assaltar Roberto Kalil, médico do presidente Lula

Compartilhar notícia

Direto da redação

O suspeito pelo roubo ao cardiologista Roberto Kalil foi preso nesta terça-feira (12) em Taboão da Serra, em São Paulo. A informação foi confirmada pelo delegado seccional Hélio Bressan.

Kalil Filho, médico do presidente Lula e de outras personalidades, foi assaltado na manhã desta terça na garagem de seu consultório na região da Bela Vista, no Centro de São Paulo.

O consultório de Kalil fica próximo à unidade do Hospital Sírio-Libanês em que o médico atende. Segundo o cardiologista, os dois criminosos estavam em duas motocicletas e o seguiram até o local. Chegando lá, o abordaram.

O médico diz que ficou sob a mira de uma arma e teve levados pelos criminosos itens como a aliança de casamento, um par de óculos e um relógio de luxo que ganhou do sheik de Duba.

Ainda segundo o delegado Hélio Bressan, a GCM localizou o suspeito por meio de imagens que foram compartilhadas nas redes sociais, onde é possível ver que três motos saíram pela manhã da cidade e usavam placas que aparecem nos vídeos relacionados ao crime. Os agentes esperaram o suspeito voltar, e ele foi abordado.

O homem foi levado à delegacia e negou o crime. Segundo a Polícia Civil, ele usava roupas que aparecem nas imagens e uma das motos teria características semelhantes. Este suspeito estava do lado de fora do local do assalto e monitorava a região para os comparsas, ainda segundo a polícia. Ele foi preso em flagrante e será pedida a quebra de sigilo de seu celular. A polícia procura os outros dois suspeitos de envolvimento no crime.

O caso foi registrado como roubo no 78º Distrito Policial (Jardins), onde seguirá as investigações. Roberto Kalil também é diretor do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês. Em nota, o hospital informou que não houve agressões físicas e o médico encontra-se bem.

Veja também