GCM e CCZ apuram denúncia de maus tratos animal em Taboão da Serra

Mel recebe o carinho e a proteção da GCM de Taboão da Serra

Direto da redação

Uma denúncia de maus tratos animal levou uma equipe da GCM e a veterinária do CCZ de Taboão da Serra até uma residência no Jardim Comunitário para apurar o caso revelado após a publicação de um foto com uma cachorra presa. Mas pelo fato da corda ser muito curta, ela tinha que ficar praticamente a todo instante de pé.

Nas redes sociais, páginas que trabalham na prevenção aos maus tratos contra animais postaram. “Recebemos a denúncia que esse cachorrinho se encontra amarrado em uma corda curta, de forma que ele não consegue sequer ficar em uma posição normal”, diz trecho da postagem com o endereço do local.

Com isso, equipes da GCM e do CCZ foram acionadas para averiguar. O vereador Anderson Nóbrega (MDB) postou o que aconteceu. “Acabo de receber a informação de que a pequena Mel está muito bem! Na verdade, segundo relato de seu dono, ela que não fica presa precisou ser contida por alguns minutos e por não estar acostumada a isso pulou um muro que é baixo, e assim ficou pendurada”, diz.

Ele garante que o dono do animal foi orientado a respeito da necessidade de adequar o muro e a importância da posse responsável. E a cachorrinha, que chama Mel, será castrada.

Foto divulgada nas redes sociais mostra cachorro preso em laje no Jardim Comunitário, em Taboão da Serra.

1 comentário em “GCM e CCZ apuram denúncia de maus tratos animal em Taboão da Serra”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.