loader-image
temperature icon 22°C

Governo de SP flexibiliza restrições e amplia horário de funcionamento do comércio

Compartilhar notícia

Por Samara Matos, na redação

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (7) que ampliará a permissão de funcionamento do comércio no estado até as 23h a partir desta sexta-feira (9). Antes, o limite de horário ia até as 21h.

Portanto, o governador João Doria (PSDB) também anunciou que a capacidade de ocupação dos estabelecimentos será ampliada de 40% para 60%. As medidas valem inicialmente até o dia 31 de julho e todas as medidas sanitárias contra a Covid-19 devem ser mantidas.

Fase de transição

Em suma, as medidas são alterações da chamada fase de transição do plano do governo estadual de quarentena, adotada há três semanas, e não uma evolução para as etapas menos restritivas – laranja, amarela e verde. A previsão é que as novas restrições fiquem em vigor por duas semanas.

Portanto, segundo o governador de São Paulo, João Doria, a flexibilização foi possível devido a estabilização da pandemia nas últimas semanas. “Houve uma queda acentuada dos números de internações e óbitos. Os índices que medem a epidemia estabilizaram, porém em um patamar ainda elevado”, justificou durante o anúncio.

Antes da mudança desta quarta (7), o governo de São Paulo havia adiado três vezes a liberação do funcionamento do comércio até as 22h. Portanto, renovando a chamada fase de transição do Plano SP que iria até o dia 15 de julho.

Nesse período, lojas, shoppings, academias, salões de beleza e restaurantes puderam operar até 21h, com capacidade máxima de 40% de ocupação.

No final de maio, o comércio foi autorizado a elevar a capacidade máxima de 30% para 40%. Na prática, porém, não há lei, multa ou fiscalização para verificar esse percentual.

Veja também