Governo de SP recua; Comércio e restaurantes podem reabrir aos fins de semana

Por Samara Matos, na redação

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira (3) a suspensão das medidas restritivas adotadas para a Grande São Paulo em função do aumento dos casos de covid-19. Pela previsão inicial, anunciada no dia 22 de janeiro, a medida permaneceria em vigor até o dia 7 de fevereiro.

De acordo com o governador, as internações em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) dos hospitais público e privados caíram 11% em São Paulo, possibilitando a retomada das atividades econômicas já neste final de semana.

Com a medida, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios podem voltar funcionar por até oito horas, até, no máximo, as 20h. Parques também podem abrir nesta fase. 

A mudança ocorrerá caso seja mantida a estabilidade de casos e mortes e a queda no número de novas internações por Covid-19 alegadas pelo governo. A medida vale de acordo com a classificação de cada região do estado no Plano São Paulo, ou seja, apenas para regiões com fase vermelha parcial, em apenas alguns dias da semana.

As medidas restringiam a abertura de bares e restaurantes e comércio em geral na Grande São Paulo após as 20h nos dias úteis e nos sábados e domingos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.