loader-image
temperature icon 27°C

Iacta participa de audiência pública da saúde na câmara de Taboão

Compartilhar notícia

A audiência pública da saúde realizada pela Câmara Municipal de Taboão da Serra nesta quarta-feira, dia 26, contou com a presença da empresa Iacta Saúde, responsável pela gestão do Pronto Socorro e maternidade da Antena. Essa foi a primeira vez que a instituição participa das prestações de contas no Legislativo.

Na primeira parte da reunião o secretário de saúde, José Alberto Tarifa, apresentou os dados do terceiro trimestre de 2011, os investimentos feitos pela pasta no período e o número de atendimento. Desde janeiro foram gastos com saúde R$ 53 milhões. “Estamos dentro do previsto”, disse.

Entre os números apresentados pelo secretário destacam-se no trimestre o número de atendimento nas unidades de Pronto Atendimento que chegaram a 141 mil. O Samu atendeu 3.163 chamados e as campanhas de vacinação atenderam 24 mil pessoas, na vacinação de Sarampo e 20 mil na de poliomielite.

José Alberto também adiantou que em 2012 a prefeitura, em parceria com o Ministério da Saúde, irá construir duas novas Unidades de Saúde em Taboão da Serra (uma no Laguna e outra no Jd. Record) e uma Unidade de Pronto Atendimento.O secretário também disse que o Caps 2 deverá ser inaugurado ainda neste ano.


Câmara realiza audiência pública de saúde. (Foto: Divulgação / CMTS)
Câmara realiza audiência pública de saúde. (Foto: Divulgação / CMTS)

A questão das vagas de urgência e UTI do Hospital Geral do Pirajuçara foi um dos temas mais polêmicos da reunião. Segundo o demonstrativo da Iacta, nos meses de julho, agosto e setembro, foram solicitadas 97 remoções de pacientes da rede pública da cidade para o HGP, nenhuma delas foi atendida.

“Temos que debater esse problema, não é possível que o HGP negue todos os pedidos de UTI, é necessário a ampliação urgente dos leitos, um município com mais de 240 mil habitantes não pode ficar dependendo de apenas 10 vagas de UTI”, afirmou o vereador Wagner Eckstein, presidente da Comissão de Saúde.

O responsável pela empresa Iacta Saúde, Querubins Efadeus Dará, apresentou diversos dados sobre o atendimento no Akira Tada. A maternidade,q eu também é gerenciada pela Ong, foram realizados mais de 120 mil atendimentos de enfermagem, como medição da pressão arterial, medicações, suturas, coletas de exames e outros atendimentos.

Participaram da audiência os vereadores Wagner Eckstein, Cido, Fausta, Ronaldo Onish, Tsales Franco e Paulo Félix.

Por Eduardo Toledo

Da Assessoria de Imprensa da CMTS

Veja também