Jornalistas sabatinam candidatos a deputado estadual de Taboão da Serra

SabatinaA 1ª Sabatina Eleitoral com os candidatos a deputado estadual de Taboão da Serra realizada nesta segunda-feira, 23 de agosto, no auditório da Faculdade Anhanguera representou uma oportunidade ímpar para os candidatos da cidade apresentar suas propostas nas áreas da saúde, educação, transporte e segurança. Os candidatos Wanderley Madeira Adão (PTN), Júlio Furlan (PR), Carlos Andrade (PV) e Idália (PSB) responderam às perguntas formuladas pelos jornalistas Adilson Oliveira, Allan dos Reis e Sandra Pereira.

A Sabatina foi uma organização conjunta do Jornal na Net, TV Atual, Taboão em Foco, Tribuna Regional, Jornal Atos e Atual e Pacos Produções. Foi a primeira vez na história de Taboão da Serra que os veículos de comunicação se uniram para promover um evento desse porte.

Durante o período de entrevista dos candidatos várias pessoas passaram pelo auditório da Anhanguera. A maioria parou para assistir a Sabatina. O público aprovou a iniciativa cuja finalidade foi ajudar os eleitores da cidade a conhecer as propostas dos candidatos para votar com consciência.

Primeiro a responder as perguntas dos jornalistas, o candidato Madeira, afirmou as escolas estão enfrentando uma grande deficiência, para ele é necessário aumentar o número de professores qualificados, além do salário que é baixo para a categoria. “Com professores qualificados e valorizados os alunos, que hoje, estão fora da escola, não assistem aula podem participar efetivamente das aulas ministradas pelos professores”, afirmou.

Questionado sobre segurança, assim como os moradores, o candidato não se sente seguro ao sair de casa e andar com notebook e celular de última geração. “A solução seria aumentar o número de efetivos de soldados, policiamento maior. Porque temos um número pequeno de viaturas e policiais”, disse.

Todos os candidatos entrevistados afirmaram que é necessário uma mudança na área da saúde, que apresenta um grande problema de falta de leitos e demora para marcar exames com especialistas, que são poucos na região. “É necessário um novo hospital na região ou um número maior de leitos. Além disso, a ampliação de especialidades é fundamental, pois como líder comunitária, as pessoas se queixam pela demora para marcar exames e encontrar especialistas na região”, afirmou a candidata Idalia.

Em relação ao transporte, o candidato Carlos Andrade afirmou ser contra ao valor cobrado no pedágio do rodoanel. Além disso, assim como os outros candidatos disse que os ônibus intermunicipais na cidade estão cheio de passageiros que precisam pegar o ônibus lotado e ficar horas para chegar ao trabalho. “Estive na câmara de Osasco e fui contra a cobrança do pedágio no rodoanel. É necessário um estudo e preço pagável. A vinda do metrô linhas 4 e 5 traria uma melhora no trânsito, pois o filho de pobre precisa ter o mesmo direito do que do rico”, concluiu.

Já para o candidato Furlan, a solução para o trânsito na região é a construção de um túnel (próximo ao Extra), ou um sistema aeroviário, para ele, a ciclovia não ajudará desafogar o trânsito. “Assim como existe na Venezuela, poderíamos criar uma espécie de bondinhos, porque aliviaria o trânsito. Agora a ciclovia é importante, mas não ajudaria a desafogar”, afirmou

Por karen Santiago e Sandra Pereira

Título: Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.