“Nasci de novo”, afirma caminhoneiro ferido em acidente na Rodovia Régis Bittencourt

Por Williana Lascaleia, Núcleo Residencial Isabela

Por volta das 15hs da tarde de terça-feira, dia 29, a carga do caminhão atingido no acidente que bloqueou por quase 12 horas a Rodovia Regis Bittencourt (BR 116), no Km 273,9, foi transferida para outro veículo para seguir em destino a Passos (MG). Eram quase 20 toneladas de arroz, que saiu de Capivari do Sul (RS). [RELEMBRE AQUI]

Caminhoneiro ferido em acidente na Rodovia Régis Bittencourt inspeciona carga de arroz.
Caminhoneiro ferido em acidente na Rodovia Régis Bittencourt inspeciona carga de arroz.

O motorista Ilso Gomes dos Santos contou ao site Taboão em Foco que estava parado na via paralela a BR 116 após ser guinchado pela concessionária Auto Pista Régis Bittencourt. Na hora da colisão um mecânico arrumava o seu veículo.

“Eu tinha parado porque tinha deu uma pane no meu caminhão lá na entrada do Rodoanel e a Autopista [concessionária que administra a via] me trouxe até o mecânico. Largou na lateral aqui. O mecânico veio e pediu para desligar a chave. Eu subi. Quando eu subi só ouvi a freada e aquele pó vindo. Me atirei para dentro da cabine e não vi mais nada. […] Eu tenho um dia de vida, nasci de novo”, diz Santos, que levou 12 pontos por um corte na panturrilha, que estava inchada, avermelhada e ainda sangrava um pouco.

Ele também conta que a sua família mora em Osório, na região metropolitana de Porto Alegre, e ficaram sabendo do ocorrido pela televisão. O custo para consertar os danos em seu caminhão e os remédios será pago pela empresa do caminhão que causou o acidente.

O motorista que conduzia o caminhão que colidiu foi levado de helicóptero da PM até o Hospital das Clínicas, mas já teve alta. Ele sofreu um corte profundo no crânio.

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.