loader-image
temperature icon 22°C

Novo Estatuto e Plano de Carreiras da GCM são aprovados na Câmara

Compartilhar notícia

votação
2º da Esq. para Dir., Grisafi acompanha votação do Estatuto da GCM

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou na noite desta terça-feira, dia 10, a criação do Estatuto e o Plano de Carreiras, Cargos e Salários da Guarda Civil Municipal de Taboão da Serra. Essa era uma reivindicação antiga da categoria. Com a aprovação do projeto, os guardas municipais devem ter um aumento real em seus salários de cerca de 30%. O outro projeto aprovado foi o “Código Disciplinar do Servidor Público”.

A partir de agora, o piso da categoria aumenta de R$ 715 para R$ 1.200. Além de 30%, referente à periculosidade.

Olívio

Vereadores acompanham discurso de Olívio Nóbrega

Porém, durante o processo de votação, os vereadores Olívio Nóbrega (PR) e Wagner Eckstein (PT) afirmaram não ter conhecimento integral do projeto – encaminhado pelo prefeito – e por isso apesar não estavam convictos para votar. Como ambos são da Comissão de Justiça e Redação, que tem como presidente o vereador Alexandre Depieri (PSB), o projeto poderia não entrar em votação já que dependia de parecer desta comissão para ser encaminhado ao plenário.

“Eu queria a oportunidade de ler o estatuto. Coisa que muitos de vocês [da GCM] não tiveram”, justificou Nóbrega.

Eckstein
Wagner Eckstein durante sessão na câmara

Já o petista afirmou que “economicamente” o projeto era um avanço, mas havia outros pontos que precisavam ser detalhados.

A medida revoltou todos os membros da guarda municipal presente a sessão. Com faixas pedindo o apoio dos vereadores e elogiando o prefeito, alguns mais exaltados gritaram contra os dois contrários vereadores.

“Lembra [Wagner] quando você recebia pouco e eu dividia a minha marmita com você”, ironizou um guarda.

Faltando 15 minutos para as nove da noite, a sessão foi interrompida.

Após 3 horas trancados numa sala lendo o projeto, os vereadores voltaram ao plenário.

O Secretário de Segurança, Salvador Grisafi, que acompanhou as discussões ao lado dos vereadores e participou da reunião, antecipou que o projeto seria aprovado.

“A partir de hoje o guarda tem um plano de carreira. Ele tem a possibilidade de entrar na guarda hoje e daqui certo tempo ele pode se aposentar com um salário digno”, diz Grisafi.

Desgastados, Nóbrega e Eckstein, tentaram agradar a guarda com uma emenda que previa assistência jurídica e psicológica a GCM. Porém, ela foi rejeitada e os projetos foram aprovados nos moldes que o Executivo encaminhou.

A Sessão terminou por volta da meia-noite e quarenta minutos.

ArmasPROTESTO ARMADO

O plenário da Câmara Municipal de Taboão da Serra ficou lotado de Guardas Civis Municipais que pressionavam os vereadores para aprovação do novo estatuto. Fardados e com a arma na cintura, os guardas ficaram exaltados diversas vezes. Alguns deles chegaram a discutir com os vereadores.

Questionado por jornalistas sobre a presença de armas durante o protesto, Grisafi disse que a maioria dos presentes não estava em horário de serviço e disse não ter visto o que todos ali viam: todos os guardas armados.

“Os guardas que estão armados aqui estão em horário de serviço”.

– Mas estão todos armados, Secretário. [repórter]

“Todos não. Isso não é verdade. Se você pegar a maioria não está armada”, disse Grisafi.

Faixa

Por Allan dos Reis

Veja também