Perueiros vão em busca de apoio dos vereadores

Por Allan dos Reis

Minutos antes do início da sessão legislativa desta terça-feira, dia 23, a câmara municipal já estava lotada. Membros das cooperativas de transporte público foram pedir ajuda aos vereadores para que a licitação no setor não saia nos moldes atuais.

Alegam que é a morte da categoria. Fim do emprego de centenas de trabalhadores.

A licitação está emperrada há tempos. Não saiu até agora porque havia cinco liminares impedindo a abertura do edital. Hoje não tem mais nenhuma.

A briga nos bastidores começou muito antes. Na noite anterior, de segunda para terça, negociaram com o prefeito. A reunião terminou só às quatro da manhã. A palavra do mandatário não foi suficiente. Encontraram nos vereadores Valdevan Noventa (PV) e Eloi (PMDB) um pouco de esperança.

Noventa é presidente da Comissão Permanente de Transporte. Eloi o presidente da câmara. Queriam o apoio do líder do governo, Paulo Félix, mas não conseguiram.

A sessão começou com os discursos dos líderes da Coopertab e da Coopergente. Marlene Araújo, Marcelo Ribas (ver vídeo) e Antonio Lucas da Silva querem sobreviver.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=cBOl64iUjz8&hl=pt&fs=1]

Eloi apresentou dois requerimentos. Quer informações sobre diversos assuntos na área de transportes. Da quantidade de ônibus que circulam no município ao valores que são recolhidos de impostos.

Porém, o líder do governo pediu vistas, por cinco dias, e com exceção do vereador Noventa o pedido foi aprovado. Ponto. Na semana que vem, última sessão do semestre, se necessário, o pedido é prorrogado mais uma vez. Depois, só em agosto.

A pedido do Eloi foi criada uma comissão para acompanhar e conferir as dificuldades no transporte público. Mais uma na casa. Esta terá a presença de um vereador de cada partido.

Félix, Cido, Natal, Noventa, Valter Paulo, Olívio, Eloi, Eckstein e Aprígio são os integrantes da desta comissão.

Paulo Félix partiu para o ataque. Os perueiros queriam uma comissão de investigação. Não há fato determinado, mas queriam. O Líder avisou: “CPI aqui não vai passar. Isso é seguro”, avisou.

Prova que tem a grande maioria dos parlamentares na mão.

Às 20 horas. Fim do primeiro tempo. Fim do expediente.

Na Ordem do Dia apenas um Veto Parcial e duas urgências especiais. Empréstimo junto a Caixa e a criação do conselho de cultura. Tudo aprovado por unanimidade.

O tema da noite era mesmo o transporte.

“se for preciso parar a cidade ou parar a BR para trazer a grande mídia não temos que ter medo”, incentiva o presidente da câmara.

Noventa fez um breve balanço. Falou sobre algumas irregularidades que a empresa Pirajuçara comete na cidade. Uma delas vai parecer esquisita. É o excesso de ônibus nas ruas. Isso mesmo. A empresa, segundo as acusações, coloca mais ônibus para circular para sufocar os perueiros.

Quando entrou em cena novamente o vereador Paulo Félix partiu para o ataque. Usou a ironia para falar com os perueiros.

Primeiro leu um documento da cooperativa com diversos pontos que já estariam concluídos. Porém, na realidade não os foram. Gerou protestos e vaias. Mas era um documento oficial e assinado por um integrante da cooperativa.

Em seguida lembrou-se das lutas ao lado da categoria. Da época em que enfrentava a ‘Tropa de Choque’ nas ruas. Não corria. Não chamava a mamãe. Seguia firme.

Chamado de mentiroso ficou bravo. Atacou. “tem gente que vai chamar mamãe, mamãe, na hora do confronto”.

Lembrou que política não é jogo de criança. Não é dama. Aplicou o golpe fatal.

O xeque-mate veio quando o líder lembrou que às cooperativas só têm uma alternativa. Negociar. Não há mais liminares. A licitação pode sair a qualquer momento.

Sentiram o golpe. No final da sessão se aproximaram de Félix. Conversaram, cumprimentaram e pediram para que o vereador não os abandone. Fim do jogo. Xeque-mate.

CÂMARA EM NÚMEROS

Indicações:

Foram aprovadas 71 indicações. Os temas mais solicitados são: recapeamento asfáltico, instalação de lombada, limpeza de bueiro, placa de sinalização, iluminação pública, entre outros.

Olívio: 3

Cido: 3

Eckstein: 3

Macário: 9

Depieri: 16

Carlos Andrade: 37

Requerimentos:

Foram aprovados 3 requerimentos. Votos de pesar e louvor, além de solicitação junto ao executivo para instalação de serviço de hematologia.

Nóbrega: 1

Carlos Andrade: 1

Depieri: 1

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.