loader-image
temperature icon 25°C

Polícia revela a ‘Farra das Multas’ em Taboão da Serra

Compartilhar notícia

seccional

O novo relatório da “Operação Cleptocracia” divulgado pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra, da Polícia Civil, nesta quinta-feira, dia 4 de Agosto, revela um novo tipo de fraude no município executado através de cancelamentos de multas de trânsito a pedido políticos e autoridades policiais e que causou um prejuízo aos cofres públicos superior a R$ 1 milhão nos últimos anos.

Apesar de não pedir novas prisões, o relatório inclui mais nomes que fariam parte da organização criminosa que surrupia os cofres públicos. Ao todo já são 29 acusados, incluindo os acusados de desviarem recursos do IPTU. No novo relatório mais dois secretários municipais, Luiz Lune (Esportes) e Zoroastro Junior (Transportes e Mobilidade Urbana), um vereador, Aprígio (PRB), entre outros.

O esquema funcionaria da seguinte maneira. O motorista multado por cometer alguma infração de trânsito recorria ao pagamento através de um processo feito através do JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações). Dos mais de 12 mil recursos impetrados desde 2006 até abril deste ano, mais de 7 mil (56%) foram deferidos. Até mesmo o prefeito Dr. Evilásio Farias (PSB) teve a sua multa no valor de R$ 127,69 por falta de cinto cancelada.

“Meu carro é como a casa da mãe Joana. Todo mundo usa. Não fiz recurso nenhum e preciso ir atrás disso. Não fiz pedido alguma para abandonar multa de carro meu. Uso carro oficial e blindado”, disse o prefeito à Folha Online e prometeu ver o que aconteceu.

RECURSOS CURIOSOS

Todo e qualquer motorista que for multado podem recorrer às multas aplicadas pelas autoridades de trânsito. Porém, no novo relatório há casos cômicos. A começar pela grande quantidade de envio de multas fora do prazo legal (30 dias) pela autoridade municipal. Para a polícia, “o fato das notificações serem expedidas fora do prazo determinado por lei, artimanha que nos aduz ser proposital o meio para se atingir o objetivo final, que é assegurar algum tipo amparo legal para os deferimentos”.

Uma motorista que teve o seu recurso deferido foi bem direta em seu pedido. “Senhor Secretário de Transporte e Trânsito de Taboão da Serra, quero pedir a gentileza para o Senhor fazer o cancelamento desta, pois foi uma distração de minha parte. (sic)”, diz o recurso.

Outro motorista promete ser mais atencioso se tiver a sua multa cancelada. “Estava em carater de urgencia indo p/ Prev. E não prestei atenção no limite de velocidade. Peço desculpa p/ as autoridades presentes e que se reconsiderar esse ato não irei mais ficar despercebido e procurar ter mais atenção. (sic)”.

OUTRO LADO

A reportagem do site Taboão em Foco ligou nos celulares dos secretários Luiz Lune, Zoroastro Júnior e do vereador Aprígio.

Lune nos atendeu e preferiu não fazer muitos comentários, mas afirma que fez tudo dentro da lei. “eu recorri direitinho. Recebi a multa, recorri e ponto”, resumiu. Já Zoroastro não atendeu nenhuma de nossas ligações. O vereador Aprígio também não foi encontrado pela reportagem e não retornou as ligações para comentar a inclusão de seu nome na lista da polícia.

Leia Aqui o relatório na íntegra.

Por Allan dos Reis

Veja também