loader-image
temperature icon 24°C

Prefeito de Taboão confirma desvio de R$ 8 milhões dos cofres municipais

Compartilhar notícia

Prefeito Evilásio confirma desvios de cerca de R$ 8 milhões da prefeitura de Taboão da Serra
Prefeito Evilásio confirma desvios de cerca de R$ 8 milhões da prefeitura de Taboão da Serra

O prefeito de Taboão da Serra, Dr. Evilásio Farias, confirmou no domingo, dia 25, durante convenção do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Câmara Municipal, que os desvios dos cofres públicos da prefeitura foram em torno de R$ 8 milhões. Em março deste ano, a GCM prendeu o servidor Márcio Carra enquanto ele baixava na dívida ativa do município. Desde então, uma operação da Polícia Civil, denominada “Operação Cleptocracia” acusa mais de 20 pessoas, especialmente políticos e servidores municipais, como integrantes de uma organização criminosa que roubava os cofres públicos.

“Eu tenho mais elementos da investigação do que a polícia. A polícia não sabe quantas pessoas foram lá se beneficiar e eu sei. A polícia talvez não saiba o total do desvio e eu sei. [o desvio] Foi em torno de R$ 8 milhões”, afirma Evilásio, que encerrou a entrevista sem dar mais detalhes dos valores.

Durante as investigações da polícia chegou a ser cogitado que o prejuízo aos cofres públicos tenha sido superior a R$ 10 milhões.

Ele também diz que é o único prefeito de Taboão da Serra a prender os ladrões dos cofres públicos.

“Sou o primeiro prefeito da história de Taboão da Serra que identificou ladrão e prendeu. Prendemos no nosso território da prefeitura, prendemos com a nossa guarda e continuamos a fazê-lo se aparecer ladrão lá dentro”, diz.

CEI DESCONHECE O VALOR DESVIADO

O vereador José Aparecido Alves (DEM), que preside a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal criada há mais de quatro meses para apurar as irregularidades nas contas da prefeitura afirma que não sabe o montante desviado dos cofres públicos.

“Ele [prefeito] não pode fazer essa afirmação. A CPI [CEI] que tanto investiga ainda não tem esse valor. Por isso não vou me atrever a dizer se esse valor é a mais ou a menos”, diz Cido.

Por Allan dos Reis

Veja também