loader-image
temperature icon 26°C

Prefeitura de Taboão cede prédio, mas não é convidada para inauguração de AME

Compartilhar notícia

Por Allan dos Reis

Mesmo o Ambulatório Médico de Especialidades tendo sido construído em um prédio cedido pela prefeitura de Taboão da Serra, o prefeito Evilásio Farias (PSB) e o secretário municipal de saúde, Milton Parron Júnior, não foram convidados pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) a participar da inauguração oficial do AME Taboão. Entre os convidados, somente políticos que apoiam a pré-candidatura de Fernando Fernandes, que pertence à mesma sigla do governador.

Por meio de sua assessoria, o prefeito Evilásio disse que “não foi convidado a participar da inauguração e que não iria a um lugar sem que fosse convidado”. Do mesmo partido que o prefeito, o vereador Ronaldo Onishi não foi convidado, mas resolveu comparecer. “Eu fiquei sabendo e fui”, resumiu. Outros vereadores presentes à “festa” foram convidados pela assessoria da deputada Analice Fernandes (PSDB).


Geraldo Alckmin lê os nomes das autoridades presentes. Por questões políticas, governador não convidou as autoridades da região. (Foto: Allan dos Reis)

Questionado durante entrevista coletiva, Alckmin disse que não se preocupava com inauguração, mas disse, sem convicção, ter convidado as autoridades.

“Eles foram convidados e sempre são os nossos convidados. Mas o importante é a obra beneficiar a população. Nós nem temos preocupação com inauguração. Tanto que a AME está funcionando desde abril. É mais simbólico [a visita] para a gente conhecer, ouvir a população. Mas ela já está funcionando desde abril. Primeiro entra em funcionamento e depois inaugura”, disse o governador.

Indignado, o presidente da câmara José Macário (PT) vai apresentar na próxima sessão, dia 15, um requerimento com pedido de “Voto de Repúdio” ao Gabinete do Governador por não ter feito os convites.

Veja também