loader-image
temperature icon 25°C

Protesto contra o IPTU não surte efeito

Compartilhar notícia

A Câmara Municipal de Taboão da Serra também foi palco de um protesto contra o aumento ‘abusivo’ do Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU) para o ano de 2010 aprovado recentemente pelos vereadores do município, com a atualização da Planta Genérica de Valores (PGV).

iptu


emaqOrganizado pelo empresário Edson Emaq (foto), o protesto não teve muitos adeptos, mas acabou ganhando forças por causa do protesto que os funcionários públicos do município faziam na câmara. Nem mesmo as faixas colocadas em alguns pontos do município foram capazes de mobilizar uma parte significativa da população.

Emaq ouviu de alguns vereadores que nada pode ser feito. “Agora só na prefeitura”, afirmou um deles. Por isso, o empresário vai tentar mobilizar pessoas para marchar até ao gabinete do prefeito. Porém, com a chegada das festividades do fim de ano, o protesto deve acontecer apenas em 2010.

Mesmo que essa mobilização não seja capaz de reverter o aumento, como tudo leva a crer, o protesto vai mostrar aos políticos do município que membros da sociedade civil não toleram mais passivamente atitudes que oneram o contribuinte.

Por Allan dos Reis

Veja também