PT de Embu decide expulsar vereador Doda por ele não fazer oposição ao governo Ney Santos

Direto da redação

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Embu das Artes decidiu nesta quinta-feira (01) pela expulsão do vereador Doda por infidelidade partidária, já que o mesmo tem votado e apoiado o Governo Ney Santos (PRB), adversário político dos petistas. O político ainda pode recorrer da decisão.

No comunicado divulgado pelas redes sociais, o PT “questionou a posição serviçal do vereador em relação ao governo Ney Santos, que votou a favor da taxa do lixo e de outros projetos pró Ney, contrariando as decisões internas” do partido, que vai tentar ‘tomar’ o mandato do parlamentar, eleito com 1.552 votos.

Doda acusou o seu partido, o PT, de ter não ter cobrado a Taxa do Lixo só por questões políticas.
Após virar ‘governista’, Doda chegou a acusar o PT de ter não ter cobrado a Taxa do Lixo só por questões políticas. (Foto: Arquivo)

Ao site Verbo Online, Doda critica a decisão e o julgamento pela comissão de ética. “Me sinto traído pelo meu partido. […] É pura perseguição política”, disse. E, por fim, ironizou. “Vejo como um golpe, logo o PT que tanto falou em golpe contra a presidente Dilma Rousseff vai fazer a mesma coisa? Isso é trágico, se não fosse cômico. Fui eleito legitimamente, se querem minha cadeira, disputem a eleição de 2020 e tenham votos. Golpe aqui não!”, completou o vereador.


Nota do PT para expulsa do vereador Doda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.