loader-image
temperature icon 25°C

Reunião com a Sabesp termina sem solução e Embu continua sem água

Compartilhar notícia

xxxx
Gerente da Sabesp diz: "Se a gente tiver três dias seguidos de energia, a gente vai ter água".

A reunião ocorrida na noite de quarta-feira, dia 02 de Fevereiro, na Câmara Municipal de Embu entre a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e os moradores do município prejudicados pela falta de água em suas residências termina sem nenhuma solução concreta.

Os moradores de diversos bairros que foram acompanhar a reunião saíram decepcionados. É o caso do morador do Jardim Vista Alegre, Jadilson Alexandre da Silva. “Nós viemos pedir água, mas isso [reunião] não vai dar em nada”, lamentou Silva. Outro morador disse que esteve há pouco “numa cidade no sertão do Ceará e lá eles têm água”.

A Sabesp culpa as constantes quedas de energia – causadas pelas fortes chuvas com relâmpagos, raios e trovões – pela falta de água na região. Sem energia, não é possível bombear água das represas que abastecem a região. Houve dia que a empresa alega ter ficado 23 horas sem energia. Houve também dois “arrebentados de rede” na região.


“O sistema de água não funciona sem energia. Se a gente tiver três dias seguidos de energia, a gente vai ter água”, diz o Gerente Regional da Sabesp dos municípios de Embu, Embu-Guaçu e Itapecerica da Serra.

O presidente da Câmara de Embu, Professor Silvino (PT), disse que espera uma solução da Sabesp até segunda-feira, dia 7, quando deve ocorrer uma nova reunião. A concessionária responsável por fornecer energia, AES Eletropaulo, deve ser convocada a participar do encontro e explicar “os motivos das constantes quedas de energia” como relatou o gerente da Sabesp.

Vereadores pressionam Sabesp por água
Vereadores pressionam Sabesp por água
Cartaz
Desanimados, moradores enrolam cartaz com protesto

Por Allan dos Reis

Veja também