loader-image
temperature icon 20°C

Rodoanel terá pedágio no fim do ano

Compartilhar notícia

O Consórcio Integração Oeste, formada pela Companhia de de Concessões Rodoviárias (CCR) e pela Encalso Construções venceu ontem, dia 11, o leilão para exploração por 30 anos do Trecho Oeste do Rodoanel Mário Covas e cobrará, a partir de novembro, o valor de R$ 1,22 (o valor fechado ontem ficou em R$ 1,1684, mas em julho será reajustado, pelo IPC-A, que deve ficar em torno de 5%) de pedágio nas 13 saídas para as cinco rodovias que cruzam o Rodoanel, no acesso da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães (Estrada Velha de Campinas) e nas duas entradas do bairro Padroeira, em Osasco. Uma 14ª praça será erguida no acesso ao Trecho Sul.

O teto para cobrança do pedágio havia sido fixado em R$ 3,00. Por isso, o deságio surpreendeu a todos, inclusive quem é contra a instalação das praças de pedágios como o vereador de Taboão da Serra Wagner Eckstein (PT) que concorda que o valor do pedágio será baixo. “Muito baixo”, ressalta ele.
.
Para o governador José Serra (PSDB), “O leilão foi um sucesso e a tarifa ficou bem abaixo do nosso teto. É bem verdade que é mais caro que três lotes de concessão federal. Mas é mais barato que o lote da BR-393, que liga Minas ao Rio, onde o quilômetro é de R$ 0,040”, defendeu Serra ao jornal Estadão
.
INVESTIMENTOS

Além da tarifa mínima, a CCR terá de pagar outorga de R$ 2 bilhões ao Estado em dois anos – R$ 200 milhões logo na assinatura do contrato, em abril ou maio.

.
Foto: Site do Dep.Estadual Marcos Martins (PT)
Fontes: O Estado de S.Paulo / Governo do Estado de São Paulo

Veja também