Seis vereadores trocam de partidos para disputar as eleições municipais em outubro

Câmara de Taboão da Serra volta do recesso

Por Allan dos Reis, na redação

Fechada a janela partidária no sábado (4), que permitia que vereadores trocassem de partido para disputa das eleições municipais de outubro deste ano sem o risco de perda de mandato, seis parlamentares estão em novos partidos.

O presidente da Câmara, Marcos Paulo, deixou o Cidadania (antigo PPS) e se filiou no PSDB, partido do prefeito Fernando Fernandes, com quem nutriu divergências políticas desde a sua eleição na presidência do legislativo e passou a retaliar o prefeito travando a votação dos orçamentos de 2019 e 2020.

O vereador Ronaldo Onishi deixou o pequeno Solidariedade e se filiou ao nanico Democracia Cristã, presidido em Taboão da Serra por Fábio Fernandes, secretário de esportes e filho do prefeito.

Vereadores Marcos Paulo, Ronaldo Onishi, Alex Bodinho, Professor Moreira, Eduardo Nóbrega e André Egydio trocaram de partidos nesta janela.

Já Alex Bodinho aderiu ao Partido Liberal, antigo PR, que em Taboão da Serra foi ‘montado’ pelo ex-vereador e deputado federal por Sergipe Valdevan Noventa, pai do vereador Johnatan Noventa, que se manteve no PTB, e deverá ser o candidato a vice-prefeito do Engenheiro Daniel.

O vereador Professor Moreira já havia anunciado a sua filiação ao PDT, assim como Eduardo Nóbrega ao MDB. André Egydio formalizou filiação ao Podemos.

Os outros sete vereadores de Taboão da Serra se mantiveram no mesmo partido: Priscila Sampaio (Republicanos), Carlinhos do Leme (PSDB), Érica Franquini (PSDB), Johnatan Noventa (PTB), Joice Silva (PTB), Cido (DEM) e Rita de Cássia (PSDB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.