SP vacina gestantes, deficientes e doentes na semana que vem

Por Samara Matos, na redação

O governo de São Paulo anunciou na quarta-feira (5) a inclusão de mais três grupos. Dando continuidade ao processo de ampliação dos públicos-alvo da campanha de vacinação contra a covid-19. A partir da semana que vem, começarão a receber as doses gestantes e puérperas (após 45 dias do parto) – desde que sejam adultas e tenham algum fator de risco – e também pessoas com deficiência permanente ou com comorbidades que tenham entre 55 e 59 anos.

Essas três novas classes, se somam aos outros grupos que também começarão a ser vacinados em maio e que incluem pessoas com síndrome de Down, pacientes em tratamento de hemodiálise, transplantados e também funcionários do transporte público.

Para as gestantes e puérperas, a recomendação é para que procurem antes o seu médico para saber se aplicação da dose contra a covid-19 é indicada. Já os deficientes permanentes devem apresentar o comprovante de recebimento do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Para as pessoas com comorbidades – como doenças cardíacas, obesidade mórbida, hipertensão ou câncer – o pedido é para que levem exames, receitas ou laudos que atestem a condição.

Imunização ampliada

Novos grupos que serão vacinados no estado de São Paulo a partir da semana que vem

Grávidas e puérperas com comorbidades acima de 18 anos

11 de maio

Pessoas com deficiência 

permanente entre 55 a 59 anos

11 de maio

Pessoas com comorbidades entre 55 a 59 anos

12 de maio

Gestantes e puérperas

Comprovar estado gestacional (carteira de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico) e, no caso das puérperas, apresentar declaração do nascimento da criança

Apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica

Pessoas com comorbidades

Apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica

Cadastros já existentes nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) poderão ser utilizados

Pessoas com deficiência permanente

Apresentar comprovante do recebimento do BPC (Benefício 

de Prestação Continuada) da assistência social

Relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde

• Doenças cardiovasculares 

• Insuficiência cardíaca

• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e hipertensão pulmonar

• Cardiopatia hipertensiva

• Síndromes coronarianas

• Valvopatias

• Miocardiopatias e pericardiopatias

• Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas

• Arritmias cardíacas

• Cardiopatias congênitas 

no adulto

• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

• Diabetes mellitus

• Pneumopatias crônicas graves

• Hipertensão arterial resistente

• Hipertensão arterial – estágio 3

• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade

• Doença cerebrovascular

• Doença renal crônica

• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).

• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)

• Obesidade mórbida

• Cirrose hepática

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.