Buscarini “faltou com respeito com Aprígio e Câmara” durante sessão solene, diz vereador

Por Allan dos Reis, na redação

A postura do vice-prefeito Buscarini (PSD) durante discurso na sessão solene em homenagem ao aniversário da cidade e na semana passada foi alvo de críticas feitas pelo vereador Marcos Paulo (PSDB), que afirma que o vice “faltou com o respeito” com o prefeito Aprígio e a Câmara.

“Quero registrar a falta de gentileza que o vice-prefeito Buscarini teve na sessão solene (dia 18). Não era o momento oportuno para o desabafo político. Sessão solene é para falar do aniversário da cidade e também dos homenageados. […] Achei uma deselegância muito grande. Ele faltou com respeito com o prefeito Aprígio, com os senhores vereadores e também com a mesa diretora”, diz Marcos Paulo.

Mas minutos antes, o vereador Anderson Nóbrega (MDB) também havia criticado Buscarini, apesar de evitar citá-lo nominalmente. “Não precisa vir alguém aqui [Buscarini] falar que vai responder pelos vereadores” diz. E depois ironiza. “Falar de cargo de expectativa [vice-prefeito] é fácil”, reforçou.

Mais ameno com ato que classificou como “deselegância”, o presidente Carlinhos do Leme (PSDB) reforçou que era uma sessão solene, mas caso “a hora que o vice-prefeito precisar usar a tribuna, está à disposição”.

Marcos Paulo, Anderson Nóbrega e Carlinho do Leme não gostaram da postura do vice-prefeito Buscarini durante sessão solene

O que ele falou?

Rompido com o governo Aprígio, Buscarini reapareceu na sessão solene e na entrada conversou com servidores que protestavam contra o aumento de 3% da contribuição previdenciária.

No momento em que foi a tribuna, o vice deu algumas indiretas ao prefeito Aprígio pedindo para “abrir espaço para quem tem experiência poder colocar em prática”, lembrando que foi prefeito por duas vezes.

E reclamou da votação feita pelos vereadores dias antes. “Acabei de chegar aqui e uma manifestação dos funcionários. Me comprometi a conversar com eles na semana que vem porque eles precisam de uma explicação do ocorrido em uma sessão. Eles são carentes de uma explicação. […] Vice-prefeito é para isso. Ouvir, participar e dar explicações”discursou.

“A DEUS PERTENCE”

O Taboão em Foco procurou o vice-prefeito Buscarini para saber se ele desejava se defender das críticas feitas, mas ele deu uma resposta evasiva. “Viva a democracia. O futuro a Deus pertence”, resumiu. Desde que rompeu com o prefeito, ele tem evitado falar com a imprensa e pouco aparece em público. Durante a sessão solene, no dia 18, a nossa equipe pediu uma entrevista para falar sobre o aniversário da cidade, mas ele negou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.