loader-image
temperature icon 28°C

Vereador Renato Oliveira de Embu das Artes é preso acusado de injuria racial no Rio de Janeiro

Compartilhar notícia

Direto da redação

Presidente da Câmara de Embu das Artes, Renato Oliveira (MDB) foi detido no Rio de Janeiro neste domingo (23) acusado de ter cometido injuria racial e preconceito contra um funcionário negro do hotel onde estava de férias. Um vídeo mostra parte da confusão e um policial militar pulando na piscina para prender o político.

A confusão teria começado devido ao som alto, colocado por Oliveira na beira da piscina. Na hora da confusão, além do policial, outras pessoas tentam imobiliza-lo. Ele se defende: “Eu não fiz nada”. Um homem chega a dar um ‘mata-leão’ no político. “Me trata com respeito, que eu vou”, repetia.

As pessoas que estavam ao redor da piscina aplaudiram a ação policial contra o político embuense. O caso foi registrado no 32º DP, no bairro Taquara.


OUTRO LADO

Em vídeo divulgado nesta segunda (24) nas redes sociais, Renato Oliveira afirma que a confusão se deu por causa do som entre seus amigos e as outras pessoas, mas ele foi preso porque “estão ocupando os espaços que só a elite ocupava”.

“Tenho certeza que eles não aceitam o fato de ter alguém da comunidade, que veio da favela, ocupando os espaços que só a elite ocupava. […] Não satisfeitos, inventaram um crime. Disseram que eu havia feito comentário racista contra um funcionário de lá. Todos que me conhecem sabem do respeito e carinho que tenho por todas as pessoas e jamais faria algo que abomino, que é o racismo. […] Os denunciei por denunciação caluniosa e falso testemunho”, se defende, Oliveira.

Veja também