loader-image
temperature icon 22°C

Vereador Sandro Ayres celebra ações e conquistas nos primeiros meses de mandato

Vereador Sandro Ayres celebra conquistas nos primeiros meses de governo.

Compartilhar notícia

Por Allan dos Reis, na redação

Eleito para o seu primeiro mandato com 2.985 votos, o vereador Sandro Ayres (PTB) celebra as conquistas nos primeiros meses de mandato na Câmara de Taboão da Serra. Apesar da pandemia, o parlamentar protocolou centenas de ofícios na Prefeitura solicitando melhorias em várias regiões, especialmente nas mais carentes, com no São Judas. Ele também apresentou projetos de lei, requerimentos e indicações.

“Nesse período como vereador, eu destaco o trabalho social com projetos para que a gente possa ajudar também o terceiro setor em nossa cidade, que necessitam da parceria do poder público para ampliar o trabalho que realizam”, diz Ayres.

Outra discussão importante tem sido o corte no fornecimento de energia elétrica feita pela concessionária por falta de pagamento, realizado durante esse período de pandemia. Ele luta por mais prazo pela distribuidora de energia.

Para minimizar esses problemas, o vereador Sandro Ayres tem prestado assessoria aos moradores. “A gente tem trabalhado bastante para que as pessoas consigam as taxas sociais de energia elétrica e água”, diz.

Na Câmara, é autor da indicação do recém-criado Centro de Reabilitação Pós-Covid 19 e conseguiu com que a região do Jardim São Judas tenha uma base fixa da GCM, em construção, e um parque linear.

OLHAR NA JUVENTUDE

Com 34 anos, vereador Sandro Ayres levantou dentro do poder legislativo a importância de aumentar no município as política públicas voltada a infância e juventude. Em junho, o seu primeiro projeto de lei, que cria a “Coordenadoria da Infância e Juventude” em Taboão da Serra foi aprovado por unanimidade.

Ao lado do prefeito Aprígio, vereador Sandro Ayres mostra as demandas nas áreas mais periféricas. (Foto: Divulgação)

Apesar da iniciativa, o poder executivo acabou vetando o projeto. “O projeto foi aprovado, mas não foi sancionado pelo prefeito. Mas há um acordo para e a gente já reapresentou”, diz.

Veja também