loader-image
temperature icon 25°C

Vereadores encerram comissão que acompanhava revisão do IPTU

Compartilhar notícia

Vereadores em plenário
Vereadores em plenário

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou nesta terça-feira, dia 27, o requerimento que encerra a comissão especial criada pelos vereadores para acompanhar o processo de revisão – feito pela prefeitura municipal – do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). A comissão era composta pelos vereadores Natal (PP), Carlos Andrade (PV), Alexandre Depieri (PSB), Cido (DEM) e Paulo Félix (PSDB).

A medida foi alvo de críticas. Para os representantes da sociedade civil que exigem o cancelamento da correção da Planta Genérica de Valores (PGV) – principal responsável pelo aumento do imposto– o fim da comissão prejudica a população. A advogada Dra. Júlia Collet, uma das coordenadoras do movimento popular, afirma que os vereadores não responderam a nenhuma solicitação dos moradores.


“Essa comissão não mostrou trabalho nenhum. Fez uma única reunião com a população e não trouxe nada de concreto. Todas as nossas reivindicações, inclusive de como é que foi licitada a empresa para fazer a planta genérica de valores, eles simplesmente não responderam. Eles foram totalmente inoperantes”, critica Julia.

Já o vereador e presidente da comissão, vereador Natal (PP), discorda da opinião da advogada. Para ele, a comissão fez muito bem o trabalho a que se propôs.

“A comissão se reuniu e foi em busca de todas as reivindicações que a sociedade fez e está concluindo passo a passo”, garante Natal. “Os problemas com o IPTU estão sendo resolvidos e você pode acompanhar no Diário Oficial do Município”, complementa o vereador.

Mesmo com o fim da comissão, os moradores afirmam que vão continuar colhendo assinaturas para entrar com uma lei popular para cancelar a correção do IPTU deste ano.

Por Allan dos Reis

Foto: Arquivo TF

Veja também