Home » Sociedade, Todas as notícias » Após impasse entre Etama e Prefeitura, obras de canalização do Córrego Poá são retomadas

Após impasse entre Etama e Prefeitura, obras de canalização do Córrego Poá são retomadas

Por Allan dos Reis, da redação

As obras de canalização do último trecho do córrego Poá, na região central de Taboão da Serra, foram retomadas nesta quarta-feira (22) após a empresa Etama ter retirado as máquinas e os funcionários na manhã de segunda (21) alegando falta de pagamento por parte da Prefeitura de Taboão da Serra.

Um vídeo postado nas redes sociais mostra o engenheiro da empresa reclamando da Prefeitura e anunciando a paralisação da obra. Mais tarde, procurado pela reportagem do site, a Etama disse que só a Prefeitura falaria sobre o problema.

Máquina utilizada por empresa na canalização do Córrego Poá.

Máquina utilizada por empresa na canalização do Córrego Poá na semana passada.

“A Prefeitura tem que aprovar o projeto novo na Caixa. Nós tivemos uma reunião na semana passada e a diretoria da empresa conversou na Prefeitura e eles estão atrasados com a aprovação do projeto novo. Pedimos uma reunião e a Prefeitura simplesmente não está fazendo nada. A medição da gente não foi para lá até lá. Nós não temos condições de bancar a obra. Tudo que combinamos com a Prefeitura ela não está fazendo. […] Por isso estamos parando a obra agora”, disse.

Em seguida, moradores foram até a secretaria de obras conversarem com o responsável. Segundo o fotógrafo Renato Riso, que participou do encontro, os servidores José Damasceno e Aguinaldo, informaram que estavam surpresos com a paralisação das obras.

“Eles alegam que foram pegos de surpresas e que ficaram de levantar os motivos e notificar e intimar a empresa”, diz Riso. Na manhã de hoje, novo encontro entre moradores e a Prefeitura, que culminou na volta da obras.

PREFEITURA E EMPRESA SE CALAM

O site Taboão em Foco procurou na segunda (20) a empresa, que disse que as informações deviam ser dadas pela Prefeitura. Por email, a reportagem questionou o poder público sobre os motivos da paralisação, o valor da dívida, entre outras questões, mas a assessoria de imprensa não respondeu a nenhum dos questionamentos.

SOLUÇÃO DAS ENCHENTES

A obra é vista pelos moradores como a solução das enchentes costumeiras do local. Em março deste ano, um temporal arrasou casas e lojas da região e deixou uma pessoa morta, que acabou arrastado pela enchente. Na época, o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) chegou a decretar Estado de Emergência.

One Response

  1. Gomes disse:

    Ja é tradição a incompetência da prefeitura de Taboao da Serra e os calotes que dão nos fornecedores e prestadores de serviços, uma vergonha.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online