Home » Todas as notícias » Moreira critica falta de votação de indicações e requerimentos e diz que Câmara teria nota zero

Moreira critica falta de votação de indicações e requerimentos e diz que Câmara teria nota zero

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

O vereador Professor Moreira (PSD) criticou mais uma vez a negativa dos governistas de votarem os requerimentos e indicações que estão na pauta desde a primeira sessão de 2017 e fez uma dura avaliação do trabalho do legislativo que, se avaliado, teria nota “zero”.

“Eu volto a fazer um apelo aos pares (vereadores). Já que não tem acordo para votar os requerimentos e para essa Câmara não ficar inoperante, que não produz nada, que não aprova nada, […] Vamos limpar a pauta. Ou vota em bloco ou então vamos logo tirar tudo da pauta. Temos problemas do Jardim Saint Moritz para discutir, do Jardim Beatriz, são problemas de 2018”, reclamou Moreira.

Vereador Professor Moreira reclama que Câmara não vota requerimentos e indicações e diz que legislativa teria nota zero em avaliação.

Vereador Professor Moreira reclama que Câmara não vota requerimentos e indicações e diz que legislativa teria nota zero em avaliação.

E completou. “Não justifica pedir para assessoria colher tantos trabalhos na rua e depois chega aqui, o trabalho não sai daqui. Se tivesse o Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) analisando a produção desta Câmara, seria zero [a nota]”.

A crítica do parlamentar decorreu após o pedido de vistas por cinco dias feito pelo vereador Ronaldo Onishi (SD). Mais tarde, em acordo de líderes, decidiu-se que todos os requerimentos e indicações serão avaliados na Comissão de Justiça e Redação, ação que não existe no Regimento Interno da Câmara, que determina que devem ser analisados pelo plenário ou presidente.

Em seguida, o vereador Marcos Paulo (PPS) foi à tribuna rebater as críticas. “Muitas das vezes, a gente não vota um requerimento ou indicação por uma questão política. O vereador Moreira, muito inteligente, oportuno com seu eleitorado, faz uma fala como se a Câmara não produzisse e apenas ele cobrasse produção. Ela fala como se apenas ele tivesse aqui para trabalhar. Mas eu também estou, vereador”, diz.

Oficialmente, a não votação dos requerimentos é para analisar se o conteúdo deve ser requerimento ou indicação, mas o Taboão em Foco ouviu de um vereador que não será votado porque alguns vereadores fizeram pedidos em bairros que eles não tem nenhuma ligação, entrando regiões de outros parlamentares.

Outro ponto, mais antigo, é um acordo com o Governo para que os pedidos fossem feitos através de ofícios, evitando assim desgastes com discussões em plenário.

Líderes acordaram enviar requerimentos e indicações para comissão, mesmo sem previsão no regimento interno.

Líderes acordaram enviar requerimentos e indicações para comissão, mesmo sem previsão no regimento interno.

Após o término da sessão, Joice Silva (PTB) rebateu as críticas do vereador Moreira e deu nota máxima a atuação para o trabalho do legislativo.

“A Câmara trabalha demais, independente de requerimento ou indicação. Esse ano e ano passado foi a legislatura que mais efetuou audiências públicas e está em todos os lugares da cidade. Estão nos bairros. É uma Câmara muito participativa com o município, com o governo e eu não diria isso. Muitos vereadores nem protocolam indicações e requerimentos porque utilizam a ferramenta do ofício direto a Prefeitura, a secretaria ou órgão competente. Eu não vejo como nota zero. Vejo com nota dez porque trabalha e se empenha muito pela nossa população”, diz Joice.

Na sexta (13), a Comissão de Justiça e Redação se reúne para discutir as indicações e requerimentos.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online