Home » Política, Todas as notícias » Vereadores ‘independentes’ amenizam discursos e propõe diálogo com prefeito Fernando Fernandes

Vereadores ‘independentes’ amenizam discursos e propõe diálogo com prefeito Fernando Fernandes

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

A crise política entre um grupo de vereadores, intitulados ‘Independentes’, e o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) que perdura há meses teve nesta terça-feira (12) sinais de que podem estar com os dias contados, a depender do vereador Eduardo Nóbrega (PSDB), que usou a tribuna com discursos de conciliação.

Ex-líder do governo e uma das lideranças do chamado Bloco Independente e Harmônico (BIH), o vereador Eduardo Nóbrega (PSDB) usou tom conciliador a todo instante para falar de questões relacionadas ao governo. Sugerindo, inclusive – e foi acatado – que o presidente Marcos Paulo (PPS) procure o prefeito para tratar dos vetos e discutir o reajuste do salário do funcionalismo.

Nóbrega ameniza tom crítico ao governo e sinaliza reaproximação do BIH com prefeito Fernando Fernandes.

“Uma das maiores bandeiras que tivemos de discussão trata do funcionalismo municipal. Há um consenso entre o executivo e do legislativo de que o reajuste salarial do funcionalismo aconteça e o mais rápido possível. Diante do veto, e uma das emendas tratava disto, faço um apelo à base do governo para que a gente possa construir, rapidamente, uma agenda com o executivo e que o presidente da Casa possa se sentar e tratar deste assunto”, sinalizou Nóbrega.

E completou. “A cidade vive um momento de crise política que todos têm acompanhado. E essa crise poderá ter um desfecho saudável, republicano, iniciando pela recomposição salarial do funcionário público”, diz.

O presidente atendeu ao ‘apelo’ e vai enviar “ofício à Prefeitura” para marcar uma “agenda da mesa diretora para estar conversando com o executivo”. Ele revelou que tentou marcar na semana passada marcar uma reunião com o prefeito.

Marcos Paulo e Nóbrega falam sobre o governo Fernando Fernandes e não descartam reaproximação.

“Queremos dialogar, mas as maldades tem que acabar. […] Precisamos sentar para conversar”, diz Marcos Paulo, que reclamou dos conselheiros do prefeito, que estariam impedindo a reaproximação dos vereadores e cobrou “que o governo está há seis anos sem preparar alguém que faça parte deste time. Seja homem ou mulher. Novo ou idoso. Qual é o nome para sucessão?”, discursou Marcos Paulo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentario

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online