Prefeito Aprígio implementa “Tarifa Zero” aos domingos e feriados; 2024 não terá aumento na passagem

Direto da Redação

O prefeito Aprígio assinou na noite desta sexta-feira (22) decreto criando o “Tarifa Zero” no transporte municipal em Taboão da Serra aos domingos e feriados. A medida entra em vigor imediatamente. Ele também assinou o orçamento de 2024, aprovado pelo Câmara Municipal.

Outra medida anunciada pelo prefeito é que a gratuidade para idosos será reduzida para pessoas com mais de 60 anos. Atualmente, só passageiros com mais de 65 anos estavam isentos do pagamento da tarifa.

O valor da tarifa de ônibus de R$ 5 será mantida até o final de 2024. O último aumento aconteceu em março de 2022.

“É um dia histórico. As pessoas ao receberem a notícia de que vão poder andar de ônibus aos feriados e domingos, vão ficar gratos. A gratuidade também será importante para os maiores de 60 anos. E os funcionários também vão poder utilizar gratuitamente. E também não teremos aumento no valor da tarifa em 2024”, diz Aprígio.

O presidente da Câmara, Dr. André da Sorriso também comentou os investimentos no transporte público. “É uma reivindicação antiga e agora as portas estão abertas, com gratuidade aos funcionários públicos e para toda população aos domingos e feriados”, diz.

Ao lado dos vereadores, prefeito Aprígio assina orçamento de 2024 e anuncia benefícios no transporte público, como o Tarifa Zero.
FUNCIONALISMO

Os servidores públicos da Prefeitura de Taboão da Serra terão gratuidade nas linhas municipais. Atualmente, eles se locomovem no chamado ‘poeirinha’. O tema será regulamentado nos próximos dias para entrar em vigor. A Prefeitura tem mais de 5570 funcionários.

INVESTIMENTOS

A empresa que faz a gestão do transporte público de Taboão da Serra promete entregar no 1º semestre de 2024 pelo menos 25 novos ônibus com ar condicionado e wi-fi.

SUBSÍDIOS

A implementação destas medidas são possíveis após a Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovar o projeto de lei que permite a Prefeitura de Taboão da Serra a pagar subsídios na gestão do transporte público.

No orçamento de 2024, o valor do subsídio pode ser de até R$ 29,3 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.