loader-image
temperature icon 22°C

Prefeitura de Embu se posiciona sobre operação da Polícia Federal contra OS que gere saúde do município

Sede da Prefeitura de Embu das Artes

Compartilhar notícia

A Prefeitura de Embu das Artes se posicionou oficialmente sobre a operação realizada pela Polícia Federal na terça-feira (20) que investiga irregularidades na contratação da Organização Social, responsável pela gestão de contratos de saúde no município. Além de Embu das Artes, a “Operação Contágio” fez ações nas cidades de Itapecerica da Serra e Hortolândia.


NOTA OFICIAL

A Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes vem a público informar que continuará colaborando com às investigações em relação à organização social contratada para gerir seu sistema de saúde.

Nesse sentido, esclarece que todos os documentos solicitados pela Controladoria Geral da União (CGU) foram enviados por e-mail no dia 05 de junho de 2020, diferente do que foi noticiado ontem pelo órgão de investigação em entrevista coletiva.

Quanto à ausência de capacidade técnica da empresa AMG para gerir o contrato, os resultados obtidos pelo município na área da saúde mostram o contrário, em especial no enfrentamento da pandemia, já que várias iniciativas aqui adotadas se tornaram modelo para outros municípios.

Exemplos disso são: o hospital de campanha e a usina de oxigênio.

Destacamos ainda que a saúde de Embu das Artes tem se tornado referência nacional, fato divulgado amplamente pela grande mídia.

A prefeitura só paga a organização social pelos serviços prestados à municipalidade.

Dessa forma, reafirmamos o compromisso de transparência e eficiência assumido perante a população. O município reunirá esforços para que a apuração da verdade não ocasione a interrupção do atendimento no sistema de saúde, especialmente da vacinação contra a COVID-19.

A prefeitura reitera que é a parte mais interessada para que o mais rápido possível se esclareça os fatos ocorridos.

Veja também