loader-image
temperature icon 17°C

Com medo de perder o 14º salário, funcionalismo público protesta na Câmara

Compartilhar notícia

manifestante Durante toda a terça-feira, dia 15, os funcionários públicos de Taboão da Serra ouviram boatos de que a Câmara Municipal votaria um projeto de lei para eliminar o 14º salário da categoria. Reunidos, os servidores municipais ligaram aos parlamentares, mandaram emails e foram até o parlamento protestar.

Com um carro de som, os manifestantes discursaram em frente a câmara e ouviram atentamente as negativas dos vereadores sobre a possível extinção deste benefício.

O Líder do Governo, vereador Paulo Félix (PSDB), ressaltou que o assunto não está na pauta do prefeito. Félix foi além ao afirmar que o “14º salário não será extinto durante o mandato do prefeito Dr. Evilásio (PSDB)”.

Porém, os funcionários públicos aproveitaram a ocasião para cobrar o plano de carreira do funcionalismo público, que deve ser votado em sessão extraordinária. Eles alegam que não discutiram sobre o tema com os responsáveis pelo projeto na prefeitura.

Segundo dados oficiais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em 2008 Taboão da Serra tinha 4.828 servidores públicos.

Por Allan dos Reis

Veja também