Coronavírus: governo libera motoristas a andarem com CNH vencida

Por Samara Matos, na redação

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) interrompeu, por tempo indeterminado, os prazos para que o condutor possa dirigir com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida desde 19 de fevereiro. 

A medida também amplia o prazo para conclusão do processo de habilitação de 12 para 18 meses. Quem começou a autoescola em março do ano passado tem até setembro para concluir o curso.

A medida também contempla a Permissão de Dirigir (PPD) e a expedição de Certificado de Registro do Veículo (CRV), em caso de transferência de propriedade de veículo adquirido desde 19 de fevereiro deste ano, assim como o registro de licenciamento de veículos novos -desde que ainda não expirados.

Frederico Carneiro, diretor do Denatran e Presidente do Cotran, ressalta que as medidas são eficazes no combate ao coronavírus, por evitar aglomerações nos transportes públicos como metrô e ônibus.

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.