Geraldo Cruz deixa o PT de Embu após 40 anos e confirma pré-candidatura a prefeito

Por Allan dos Reis, no Jardim Independência (Embu das Artes)

O ex-prefeito de Embu das Artes, Geraldo Cruz, anunciou em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (20) a sua desfiliação ao Partido dos Trabalhadores (PT) após 40 anos. Agora o político articula uma nova sigla, que deve ser o PDT, para disputar as eleições em outubro deste ano.

“Constatamos um retrocesso na cidade muito grande. E tomei a decisão de ser pré-candidato. E irei sair do PT após 40 anos. Vamos buscar outra agremiação partidária”, anunciou Cruz.

Porém, apesar de nos bastidores darem como certo sua ida ao PDT, o ex-prefeito confirmou a conversa, mas reforçou apenas que estará em algum “partido progressista”, podendo ser, inclusive, o Psol e o PSB.

Ele não quis fazer críticas diretas ao PT de Embu, que escolheu a vereadora do partido Rosangela Santos a pré-candidata da sigla. “Aconteceram algumas coisas desde 2013 dentro do PT que não tem sido favoráveis. Saio sem mágoas, mas infelizmente os equívocos me fizeram tomar essa decisão”, completa.

Geraldo Cruz concede entrevista coletiva em seu escritório político em Embu das Artes.

Com o sonho de voltar a comandar a Prefeitura de Embu das Artes, Geraldo admite conversar com todas as correntes ideológicas, desde que seja oposição ao governo Ney Santos (PRB). Foram quase 100 minutos de conversa e ele evitou citar claramente o nome do atual prefeito, que o derrotou nas eleições de 2016. “O governo atual é um mar de incompetência”, repetia.

A entrevista na íntegra, com a participação de vários veículos de comunicação da região, você pode assistir abaixo:

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.